Rio Grande do Sul

Chuvarada: Defesa Civil de Santa Maria doa 970 metros de lona e cestas básicas

Lonas foram destinadas a 74 residências que tiveram prejuízos por conta das intempéries

De acordo com informações do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), choveu cerca de 137,4 milímetros em Santa Maria nas últimas 96 horas. O volume representa quase que a média geral prevista para todo o mês de junho, de 150 milímetros.

Com isso, a Prefeitura de Santa Maria, por meio da Defesa Civil Municipal, realizou ações de apoio à população atingida pela chuvarada. Entre a sexta-feira (25) e este domingo (27), foram entregues pelo menos 970 metros de lona, que beneficiaram 74 residências que tiveram prejuízos não só pela chuva, mas também pelas fortes rajadas de vento, que chegaram a atingir 70 quilômetros por hora, segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O pico de velocidade dos ventos foi às 3h50min de sexta-feira (25).

Entre os registros do órgão, estão a queda de nove árvores — três delas caíram sobre fios de alta tensão —, duas escolas municipais atingidas por galhos de árvores e infiltrações de água e uma casa totalmente interditada. Durante o trabalho, a Defesa Civil Municipal também doou 13 cestas básicas para famílias em situação de vulnerabilidade social. Nenhuma pessoa ficou desalojada ou desabrigada.

Além disso, a Defesa Civil contabilizou 15 pontos de alagamento em Santa Maria. Entre eles, estão as ruas Ady João Forgiarini e Vereador Gilson de Souza, no Bairro Pinheiro Machado; Rua Padre Gabriel Bolzan, no Bairro Camobi; Rua dos Apóstolos, no Bairro Nova Santa Marta; Rua Izidoro Grassi, no Bairro Nossa Senhora Medianeira; Rua Caldas Júnior, na Vila Brenner, Bairro Divina Providência; esquina das ruas Otávio Mangabeira e Nilo Peçanha e ruas Moreira Lima e Ênio Brenner, no Bairro Salgado Filho; Rua Aparício Borges, no Bairro Chácara das Flores; Rua José Barin, no Bairro Caturrita; Rua 2, no Beco da Babilônia; Beco da Carolina, próximo ao Arroio Cadena; e Passo do Raimundo, no distrito de São Valentim. O ponto de maior alagamento foi na Rua Jardim Berleze, onde a estimativa é de que a água tenha alcançado em torno de 50 centímetros de altura.

Também houve um deslizamento de terra na Rua Vereador Antônio Dias, no Bairro Campestre do Menino Deus. A Defesa Civil Municipal colocou lona no local para evitar o agravamento do problema e comunicou a empresa Rumo sobre o ocorrido, já que a área fica próxima a trilhos ferroviários.

O superintendente da Defesa Civil, Adão Lemos, lembra que, mesmo com a situação e os atendimentos sob controle, diante de qualquer necessidade as pessoas devem informar sobre ocorrências ou pedir ajuda pelos seguintes contatos:

BOMBEIROS
– 193

CENTRO INTEGRADO DE OPERAÇÕES DE SEGURANÇA PÚBLICA (CIOSP)
– 153
– 99167-4728 (Whatsapp)
– 99167-8452 (Whatsapp)

DEFESA CIVIL MUNICIPAL
–3222-5192
– 99110-7940 (Whatsapp)

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo