CASANEWSParaná

Tecpar avaliza qualidade de insumos usados na construção civil

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) oferece uma solução tecnológica voltada a fornecedores de materiais para a construção civil de todo o País. É o chamado ensaio do efeito sobre a água, que avalia o que acontece com um material após contato com a água por determinado tempo. O serviço atende a indústria de tintas, impermeabilizantes, cimento e tubos e conexões, atestando a qualidade de seus produtos.

Nos laboratórios do Tecpar, a ação da água é analisada sob dois aspectos. Primeiro, o seu efeito no próprio material, por meio de ensaios com imersão. Em seguida, são verificadas as possíveis alterações na qualidade da água que teve contato com o referido material.

Jorge Callado, diretor-presidente do Tecpar, salienta que este serviço de apoio é fundamental para empresas que buscam assegurar o atendimento à legislação e aos requisitos normativos, e garantir a qualidade final de seus produtos.

“Os resultados das análises técnicas realizadas pelo Tecpar confirmam que a indústria está entregando produtos com qualidade garantida. É um diferencial que aumenta a confiança do mercado e agrega valor à produção”, afirma o diretor-presidente do Tecpar.

IMPERMEABILIZANTES – Os materiais que recebem a avaliação sobre o efeito água são os impermeabilizantes e revestimentos. A maioria dos materiais utilizados na construção civil são porosos e por este motivo necessitam impermeabilização ou revestimento para que não apresentem problemas futuros.

Os impermeabilizantes são essenciais devido à sua função protetiva contra as ações de tempo e umidade, além de ajudarem na reserva ou condução de água e outros fluidos.

Em reservatórios de abastecimento de água para consumo humano, por exemplo, a impermeabilização é essencial para controle da potabilidade e para evitar o desperdício.

A gerente do Centro de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente do Tecpar, Daniele Adão, destaca que é fundamental avaliar o efeito que a impermeabilização pode causar nas estruturas que têm contato direto com água, para que não haja alteração na sua qualidade e potabilidade.

“O sistema impermeável deve atender aos parâmetros definidos pelo Ministério da Saúde. Os materiais que não atendem às normas podem gerar água não potável e imprópria para o consumo, causando danos à saúde”, diz Daniele.

NORMAS – Para garantir que os materiais empregados sejam rigorosamente avaliados e aprovados, o Tecpar segue todas as normas técnicas vigentes. Para sistemas de impermeabilização de reservatórios, a norma adotada é a ABNT NBR 12170/2017, que detalha os ensaios a serem realizados e as condições aceitáveis, após contato com água potável.

Outra normativa é a ABNT 8219/2017, que trata da análise em tubos e conexões de PVC e CPVC utilizados no transporte de água bruta, tratamento e distribuição de água, de forma a não causar prejuízo à saúde humana. Com base nesta norma, as análises identificam a quantidade de metais que podem migrar para a água e para a rede de abastecimento.

Para complementar, o Centro de Tecnologia de Materiais do Tecpar faz ensaios físico- químicos como: temperatura de amolecimento, determinações de teor de cinzas e densidade. Também são realizadas inspeções de acompanhamento de produção de lotes e ensaios, diretamente nas fábricas produtoras de tubos e conexões, homologando liberação dos materiais aprovados para companhias de saneamento de todo Brasil.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo