Porto AlegreRio Grande do Sul

Porto Alegre Airport ganha novo terminal de cargas internacional

Projeto favorece a logística e o escoamento de produtos nacionais e importados no Sul do Brasil; nova área possui mais de 10 mil metros quadrados

Em julho, o Aeroporto Internacional de Porto Alegre passa a ser ainda mais estratégico, com o início da operação do novo Terminal de Cargas Internacional. Com mais de 10 mil m², quase o dobro da antiga área em funcionamento, a estrutura possibilita uma importante mudança para a economia do estado do Rio Grande do Sul e de toda a região Sul do País.

A A.Yoshii Engenharia, empresa com mais de 55 anos de atuação no mercado, foi a responsável pelo projeto, construção e montagem da obra, que recebeu investimento de mais de R$ 50 milhões e gerou mais de 300 empregos diretos.

Na concepção do novo Terminal de Cargas Internacional, a A.Yoshii Engenharia atuou em conjunto com a Fraport Brasil – Porto Alegre, subsidiária da Fraport AG Frankfurt Airport Services Worldwide – uma das principais administradoras de aeroportos no mundo. “O trabalho, que compreendeu o projeto, a construção, a montagem e a compra de equipamentos para toda a obra superou as expectativas de todos. Tanto em termos das inovações aplicadas, quanto do gerenciamento do projeto e dos prazos”, explica o coordenador de obras da A.Yoshii, Hérmiton Henrique da Silva.

O novo terminal vai acomodar a área de cargas, escritórios administrativos, órgãos públicos, estruturas complementares, como subestação elétrica, estação de tratamento de esgoto, casa de bombas, depósito de cargas perigosas, depósito de resíduos, espaço para recarga e abastecimento de empilhadeiras e guarita para controle de acesso. “Com a ampliação, será possível carregar e/ou descarregar até 17 carretas, simultaneamente”, afirma Silva.

Da concepção à construção, muitas soluções de engenharia foram utilizadas para um aproveitamento mais adequado de recursos. “Na cobertura do galpão principal, por exemplo, usamos ‘joists’ – uma espécie de viga – na solução para a cobertura a fim de reduzir o peso da estrutura e ganhar maiores vãos livres, o que facilita o uso do espaço interno para cargas”, complementa o executivo da A.Yoshii.

A construção e montagem da obra recebeu investimento de mais de R$ 50 milhões e gerou mais de 300 empregos diretos – Foto: Divulgação /A.Yoshii

A construção do Terminal de Cargas Internacional do Porto Alegre Airport é o primeiro projeto da construtora em uma área aeroportuária. “Esta obra demonstra que estamos capacitados para atender os mais diversos tipos de exigências. É um passo importante para nossa construtora e uma mudança estratégica não só para o aeroporto, mas para a economia do estado do Rio Grande do Sul. O terminal vai facilitar e agilizar o trânsito de mercadorias destinadas à importação e exportação”, finaliza.

Sobre a A.Yoshii Engenharia

No portfólio de obras corporativas da A.Yoshii Engenharia estão projetos e construções industriais, usinas sucroalcooleiras, edifícios corporativos, centros de distribuição, escolas e universidades, teatros e centros esportivos, edificados em diversas regiões do Brasil. Por mais de cinco décadas, a empresa apresenta crescimento sustentável, priorizando a qualidade, a segurança, a excelência e o respeito no atendimento ao cliente. Mais informações: https://ayoshiiengenharia.com.br.

Sobre o Grupo A.Yoshii

Fundado há mais de 55 anos, o Grupo A.Yoshii já construiu mais de 2 milhões de m² do Sul ao Nordeste do Brasil, entre obras industriais, edifícios corporativos e residenciais, escolas, universidades, teatros e centros esportivos. É composto pela A.Yoshii Engenharia, com sólida atuação em construções de edifícios residenciais e comerciais de alto padrão em Londrina, Maringá, Curitiba e Campinas; pela Yticon Construção e Incorporação, que realiza empreendimentos econômicos, localizados em regiões de potencial valorização em municípios do Paraná; e pelo Instituto A.Yoshii, voltado para a inserção social e a democratização cultural. Além disso, atua em Obras Corporativas, atendendo grandes corporações em suas plantas industriais, nos mais variados segmentos da economia, como papel e celulose, alimentício, químico, agronegócio, energia, assim como usinas sucroalcooleiras, centros logísticos, plantas automobilísticas, entre outros. Mais informações: www.ayoshii.com.br.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo