NegóciosPublieditorialTecnologia & Inovação

Fortnite é barrado pela App Store até que casos na justiça sejam resolvidos

A Apple excluiu o jogo online, Fortnite, da sua loja de aplicativos (App Store) por um bom tempo, até ter todas as apelações dos processos na justiça envolvendo a empresa e a Epic Games resolvidas, afirmou Tim Sweeney, presidente executivo da produtora de jogos, na quarta-feira, 22.

Tim denunciou a decisão da Apple no Twitter, e informou aos portais de notícias, que a Epic Games continuará na batalha contra a gigante do mercado na justiça. A audiência inicial da desenvolvedora de jogos em um pedido de apelação entre as duas empresas está marcado para o dia 12 de dezembro.

Resposta da Apple

A resposta da gigante de tecnologia está prevista para o dia 20 de janeiro de 2022, porém, todo o processo de apelação pode levar anos. “Essa é uma outra postura anticompetitiva extraordinária da Apple, demonstrando o poder deles em moldar os mercados e em escolher vencedores e perdedores”, desabafou o presidente executivo.

Batalha judicial

As duas empresas travam uma disputa judicial desde agosto de 2020. A produtora de games tentou contornar uma cobrança de comissão de 30% feita pela própria Apple em cima das vendas de Fortnite por meio do seu lançamento de sistema próprio para pagamentos. O caso é acompanhado de perto por outros produtores sobre as outras queixas e reclamações regulatórias sobre as regras que os produtores de videogames precisam obrigatoriamente seguir dentro da App Store.

“A Epic cometeu uma violação intencional de contrato, e quebra de confiança ao esconder código da Apple”, afirmou a empresa para a Epic Games, de acordo com uma carta compartilhada por Sweeney. Os desenvolvedores de aplicativos criticam há muito tempo as comissões de 15% a 30% que são cobradas de muitos deles pela Apple.

Regras da Apple

No início do mês de setembro, um juiz dos Estados Unidos tomou uma decisão contra as regras da App Store, que forçava a companhia a permitir que os desenvolvedores pudessem direcionar seus usuários para outros sistemas de pagamento, que não fosse a Apple. Essa foi considerada a primeira vitória parcial para a Epic Games e outras empresas desenvolvedoras de videogames que também se sentem lesadas pelas regras da plataforma.

O veredito inicial da juíza responsável pelo caso teve pontos negativos e positivos para os dois lados. Porém, a Epic Games não teve suas principais demandas atendidas e decidiu recorrer da decisão.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Mais informações

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação, anúncios relevantes e maior segurança do usuário. Se você clicar em "prosseguir", vamos entender que está satisfeito com ele. Consulte nossa Política de Privacidade.

Fechar