PelotasSul RS

Pelotas registra mais de 7 mil atendimentos no Programa Acolhe Bem 

Novo sistema implantado em todas as UBSs e Ubais completou uma semana e tem agradado a população

A nova forma de atendimento à população, nas Unidades Básicas de Saúde e Unidades Básicas de Atendimento Imediato (UBSs e Ubais), por meio de acolhimento, completou uma semana, nesta segunda-feira (11), e tem garantido mais qualidade no serviço de saúde à comunidade. Realizado com o protocolo de classificação de risco, distribuído nas cores azul, verde, amarelo e vermelho, foram prestados 7.489 acolhimentos nesse período inicial.

Publicidade

Conforme a assessora técnica da Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Daiane da Rosa, a avaliação feita entre equipes de apoiadores técnicos dos distritos e coordenadores de UBSs foi positiva. “A população tem aceitado bem esse novo modelo. Identificamos que ainda há alguma incredulidade de que o antigo sistema de fichas tenha sido abolido e se realmente haverá acolhimento na Unidade. Mas, de uma forma geral, a partir dos relatos, a população está muito satisfeita, principalmente com a possibilidade de não precisar aguardar muito por uma consulta ou agendamento”, afirma.

Ainda de acordo com Daiane, foi percebido que, nas Unidades que já atuavam com o acolhimento, ainda que de outras formas, houve uma redução na procura por atendimento, enquanto as que ainda atuavam com distribuição de fichas identificaram um aumento na demanda. “Entendemos que a implantação desse protocolo é um processo em construção que vai demandar um trabalho em equipe multiprofissional e que precisa e deve envolver todos em cada Unidade”.

Na UBS Obelisco, por exemplo, ao longo da semana, foram 147 acolhimentos feitos e, segundo a enfermeira coordenadora da Unidade, Ângela Affeldt, foi uma das que registrou redução. “Aqui já se fazia o acolhimento de maneira informal e, na sequência, o agendamento para as consultas. E deu uma diminuída na procura, porque acredito que as pessoas estão com mais certeza de que serão atendidas”, detalhou.

O que dizem os usuários

A recepcionista Daiana Caraman foi em busca de atendimento para a filha e, segundo ela, foi bem rápido e prático. “Melhorou bastante, porque antigamente a gente vinha cedo para conseguir consultar no mesmo dia. Agora, foi bem rápido. Cheguei aqui às 8h e já consegui consultar”, disse Daiana.

No Centro Social Urbano (CSU) do Areal, Elizabete Ferreira também foi acolhida e teve sua demanda atendida sem precisar aguardar muito. “Eu estava com dor, fui atendida na Enfermagem, me medicaram e o médico já me atendeu. Agora, estou esperando as receitas e os remédios e vão me agendar o retorno, porque tem novos exames para trazer”, comentou a aposentada bastante satisfeita.

Primeira semana de acolhimentos por classificação de cores

4.346 – azuis
2.482 – verdes
640 – amarelos
21 – vermelhos

Como é a nova classificação para atendimento

O sistema já vinha sendo adotado de forma não oficial por várias Unidades, mas foi uniformizado e passa a cumprir um protocolo de atendimento implantado em todas as 50 UBSs e nas duas Ubais (Navegantes e Lindoia) da rede de Atenção Primária do Município. De acordo com a normatização estipulada pelo Programa Acolhe Bem, e amparada pelo “Protocolo Municipal de Classificação de Risco”, desenvolvido pelas equipes da Secretaria Municipal de Saúde, toda pessoa que for a alguma Unidade será acolhida por um profissional da equipe e classificada com cores conforme seu risco, tendo em vista os sintomas identificados.

  • Cor vermelha – suporte necessário imediato e acionamento do Samu
  • Cor amarela – condutas adotadas na própria Unidade e, se preciso, encaminhamento para a Unidade de Pronto Atendimento (Upa) Areal
  • Cor verde – atendimento garantido no mesmo dia, por um médico ou enfermeiro
  • Cor azul – indica condições não agudas, com agendamento para atendimento posterior

Via
PMP
Fonte
César Soares

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo