PelotasVariedades

Pelotas: Museu da Baronesa abre comemorações dos 40 anos

Duas atividades virtuais estão marcadas para esta segunda-feira (25/04): pela manhã, será lançado selo comemorativo ao aniversário no YouTube e, no final da tarde, abertura da exposição de troca de cartas entre a Baronesa e sua filha Sinhá, pelo Instagram e Facebook

No ano em que o Museu da Baronesa completa o 40º aniversário, a Prefeitura de Pelotas e a direção da instituição planejaram uma série de ações que serão realizadas ao longo do ano para comemorar seu jubileu de rubi, visando enaltecer sua história e promover a interação com a comunidade – mesmo que o prédio de 160 anos esteja fechado para reformas.

Publicidade

Abrindo o calendário de atividades, na segunda-feira (25), pelo canal do YouTube do Museu, às 9h, será lançado o selo comemorativo, com um vídeo explicativo sobre o processo criativo para produzi-lo e, às 18h, pelo Instagram e Facebook da instituição, será aberta a exposição virtual “Lendo o passado, escrevendo o futuro: 40 anos do Museu da Baronesa”, com a apresentação de trechos da correspondência que a Baronesa Amélia mantinha com sua filha Sinhá.

A partir das 150 cartas trocadas entre mãe e filha, foram selecionadas 28, que deram origem a conjuntos de cards. No primeiro, aparece a imagem da carta original manuscrita; no segundo, um pequeno trecho transcrito para facilitar a leitura; e, depois, alguma(s) curiosidade(s) sobre o assunto narrado.

Na solenidade de lançamento, será apresentado o primeiro trecho de carta, em cards. Depois, também nas redes sociais do Museu (Instagram e Facebook), em cada dia, será postado um trecho de outra carta, ao longo dos 27 dias seguintes.

Também será feita uma versão em Braile, que será exposta na Escola Especial Louis Braille e junto à exposição presencial, que será realizada na Semana de Pelotas, em julho.

Parte da programação que vem por aí

Maio: durante a Semana de Museus, que terá por tema “O poder dos museus”, será realizada uma live com discussão sobre o poder que o museu tem nas escolhas de suas narrativas, através da musealização de seus objetos e escolhas de representação dentro do espaço museal. Também haverá uma exposição física das 28 cartas selecionadas na íntegra.

Julho: em comemoração à Semana de Pelotas, será repetida a exposição física das 28 cartas selecionadas.

Setembro: lançamento da primeira edição de um evento anual, realizado em três dias, quando serão debatidos temas sobre a história de Pelotas, tendo como pano de fundo a família Antunes Maciel, doadora do solar.

Dezembro: para o encerramento do calendário de festividades, será produzida uma cápsula do tempo, onde serão depositadas cartas de crianças estudantes das escolas da cidade, uma carta produzida pela equipe do Museu e de convidados, entre eles a prefeita Paula Mascarenhas e os membros da Associação de Amigos. A cerimônia de enterro da cápsula será dia 17 de dezembro, dia do nascimento da Baronesa Amélia. A capsula deverá ser desenterrada daqui dez anos, na mesma data.

Fonte
Ascom /PMP

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo