Negócios

9 recomendações de livros de empreendedorismo para alavancar sua carreira

No dia Mundial do Livro, empreendedores contam quais as leituras que não podem faltar na sua lista para sua jornada no mundo dos negócios

De acordo com o Ministério da Economia, o país encerrou o ano com cerca de 20 milhões de negócios ativos, um recorde de crescimento na pasta. A informação e o conhecimento, portanto, são essenciais para o diferencial dos futuros empreendedores, que precisam lidar com a volatilidade do mercado e com alguns processos burocráticos inerentes à abertura de novos negócios.

Publicidade

Em celebração ao Dia Mundial do Livro e para ajudar quem está começando por este caminho, empreendedores já consolidados reuniram nove recomendações de leituras sobre o tema para fortalecer a sua carreira.

1. Liderança – A inteligência emocional na formação do líder de sucesso’

Para a CEO da Rayflex, empresa referência em portas rápidas automáticas, Giordania Tavares, uma leitura indispensável é o livro ‘Liderança – A inteligência emocional na formação do líder de sucesso’, de Daniel Goleman. “O livro reflete a evolução do pensamento do autor, especialmente no que diz respeito às últimas pesquisas da neurociência sobre a dinâmica dos relacionamentos e o real impacto da inteligência emocional no resultado de uma empresa”, comenta a executiva.

2. Os Segredos da Mente Milionária

O livro de T. Harv Eker, ‘Os Segredos da Mente Milionária’, está na mesa de cabeceira do diretor de expansão da Anjos Colchões & Sofás, Leonardo dos Anjos. “O livro me trouxe uma mudança significativa em relação aos meus pensamentos e também dos negócios”, comenta.

3. ‘Receita Previsível’

A dica de Douglas Pena, CRO da Minha Quitandinha, rede de minimercados autônomos, é o livro ‘Receita Previsível’, de Aaron Ross. “Acredito que essa seja uma leitura obrigatória para qualquer time de vendas, pois o autor explica como gerar uma receita previsível para a empresa e consequentemente aliviar um pouco daquela angústia diária de conquistar clientes”, conta.

4. ‘Blizscaling’

Já para o CEO da Alfred Delivery, Myrko Micali, a obra de Reid Hoffman, ‘Blizscaling’ é uma escola, “porque ensina como priorizar o que deve ser resolvido em cada momento. Ele mostra que o desgaste com problemas se torna um grande vilão na gestão das empresas”.

5. ‘The Great Game of Business’

O livro ‘The Great Game of Business’, de Jack Stack, é a leitura indicada por Daniel Abbud, CEO e sócio-fundador da 7Stars Ventures, holding de investimentos.“O autor é fundador e presidente da SRC Holdings Corporation, uma empresa de propriedade dos próprios colaboradores. Nesta obra, o empresário fala sobre esse formato diferenciado de gerenciar uma companhia”, explica o CEO.

6. ‘Comece pelo mais difícil’

A dica de Marcello Kolanian, CEO da Bronzearte LLUM, empresa com 60 anos de tradição no mercado de iluminação e uma das principais do segmento, é ‘Comece pelo mais difícil’, de Brian Tracy. “Muitas pessoas no trabalho têm o costume de procrastinar as tarefas mais difíceis e o livro recomenda exatamente o contrário, como definir as prioridades e começar a executar as tarefas listadas pelas mais importantes”, revela.

7. ‘Avalie o que Importa’

Ainda pensando na execução de tarefas, Rodolfo Calvo, CPO da Doggi, indica a obra ‘Avalie o que Importa’ de John Doerr. “Este livro é essencial para quem trabalha com vários times e com funções diferentes, porque auxilia na realização de objetivos com performance satisfatória”, conta.

8. ‘Ponto de Inflexão’

Gabriel Andrade, CEO da Quero 2 Pay, fintech de meios de pagamentos por maquininhas de cartão, traz o livro ‘Ponto de Inflexão’, do Flávio Augusto, para a lista. “Neste livro, o autor, que é o fundador de uma escola de idiomas, reflete sobre decisões que podem mudar as nossas trajetórias”, comenta o executivo.

9. ‘Fome de Poder’

Já para Rodrigo Pitombo, CEO da KPL Supply Solution, o livro ‘Fome de Poder’ é fundamental para empreendedores que desejam atuar no food service. “A clássica história do franqueador do McDonald’s, que com 52 anos se tornou sócio de uma hamburgueria. Pouco tempo depois formatou o negócio para franquia e revolucionou o segmento com automatização de processos, expansão das lojas, treinamento compartilhado e publicidade”, explica.

Via
Markable Comunicação
Fonte
Mayra Ribeiro

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo