Rio Grande do SulTecnologia & Inovação

Pesquisa aponta que 25% dos gaúchos compartilha suas senhas

Prática põe em risco os dados pessoais e facilita a ação dos cibercriminosos

Dados preliminares de um levantamento inédito realizado pela Netfive, empresa com foco na segurança da informação (SI) e serviços de TI, mostraram que 25% dos gaúchos compartilham senhas com colegas de trabalho, familiares e amigos. Outro dado da pesquisa indica ainda que 70% das pessoas utilizam ou já utilizaram uma mesma senha em várias plataformas e aplicativos.

Publicidade

O relatório IS4all – Segurança da Informação para todos – está sendo produzido a partir das respostas dos colaboradores de 23 empresas do Rio Grande do Sul de vários segmentos – a amostra chega a 20 mil colaboradores. Os participantes responderam um questionário anônimo com perguntas relacionadas à proteção de dados e à segurança da informação.

“Sua senha é algo muito pessoal. Por isso, as práticas identificadas pelas respostas oferecem riscos não só ao usuário, mas em alguns casos, até mesmo para a organização onde ele trabalha. Ao repetir a senha ou compartilhá-la, a pessoa acaba deixando suas informações mais expostas, facilitando a ação de cibercriminosos”, alerta o CEO da Netfive, Henrique Schneider.

Publicidade

Segurança da informação ao alcance de todos

Em 2021, a Netfive já havia realizado um estudo com 100 empresas gaúchas de médio e grande porte que apontou que 70% delas têm fragilidades representativas na segurança da informação.

“Durante este estudo, já havia nos chamado atenção que o fator humano é decisivo quando falamos de segurança da informação. Por isso, o IS4all tem como foco as pessoas e suas práticas no dia a dia, seja no cotidiano ou no ambiente de trabalho. Acreditamos que através da conscientização e treinamento delas, haverá redução dos riscos através do aumento da maturidade de segurança da informação e isso terá reflexo em todos os âmbitos – pessoal e profissional, levando essas práticas para as empresa”, explica Schneider.

Via
Éfe Reputação
Fonte
Vitória Socares
Botão Voltar ao topo