NotíciasRio Grande do SulVariedades

Exposição Café do Poeta: Livro Feito com Lixo, do artista Alex Riegel

Mostra abre nesta quarta-feira (1º/06), no Espaço Cultural Albano Hartz

É sabido que diariamente geramos uma grande quantidade de resíduos, que são geralmente descartados sem qualquer tentativa de reutilizá-los. Mas, nas mãos do artista Alex Riegel, estes resíduos viram artes e poderão ser conferidas na exposição Café do Poeta – O Livro Feito com Lixo, no Espaço Cultural Albano Hartz, com a cerimônia de abertura nesta quarta-feira, dia 1° de junho, às 19h.

Em seu trabalho, Riegel apresenta os aspectos e curiosidades do processo criativo que resultou num livro inédito fabricado de forma artesanal tendo como principais matérias-primas os resíduos, como caixas de leite e sucos, filtros de café, barbantes, sacos de juta, jornais, revistas e papéis.

Publicidade

A obra literária traz uma coletânea de 70 poemas curtos e pensamentos autorais escritos à mão pelo próprio autor. Além dos livros, todo o processo de criação, montagem, produção e finalização dos itens estarão expostos. A exposição faz parte de um projeto contemplado no Edital Cultural 01/2021 de Novo Hamburgo, intitulado Seminário Livro Café do Poeta.

A exposição que é gratuita e aberta ao público, acontece a partir do dia 1° de junho até 8 de julho, de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, no Espaço Cultural Albano Hartz, no Calçadão Oswaldo Cruz, nº 112, no Centro.

Publicidade

O ARTISTA E O PROJETO

No final de 2018, Alex vivia na cidade de São Paulo e passava por dificuldades na carreira e na vida pessoal. Foi então que se mudou para Novo Hamburgo, a cidade onde iniciou a sua carreira. Tudo se encaminhava para um intenso processo de mudanças e transformações.

Após alguns meses de reestruturação, ele seguiu realizando uma temporada de teatro com seu personagem Alaor, o Contador de Histórias, em escolas e ocorreu um período de ociosidade que pediu mudanças, então Riegel resolveu investir todo o dinheiro que tinha, cerca de R$ 50 no universo das encadernações artesanais e na escrita e fabricação de livros de cordel.

Ao enfrentar um cenário de escassez e dificuldades na vida e na carreira, Alex foi impulsionado a se reinventar como ser humano e artista, descobrindo um universo de imensas surpresas abundantes da lixeira. Começou a experimentar diversos resíduos e transformou tudo em matéria-prima para fabricar um livro. Os experimentos tomaram forma e em maio de 2019, fundando uma startup de garagem chamada Atelier Livro Feito à Mão.

O projeto foi um modo de reconhecer que a riqueza do mundo está o tempo todo disponível e pode ser uma energia livre, sustentável, renovável e acessível. Projeto do Lixo ao Livro é o nome dado ao conjunto de experimentos e descobertas que gerou o livro e a exposição.

Fonte
Imprensa PMNH
Botão Voltar ao topo