São LeopoldoVale do Sinos

Grupamento de Defesa Ambiental de São Leopoldo resgata filhote de coruja

O Grupamento de Defesa Ambiental (GDA) Ipson Pavani da Guarda Civil Municipal (GCM) resgatou um filhote de coruja, na segunda-feira (6). A ave estava na rua Presidente João Goulart, próximo ao ginásio Bigornão. A ocorrência chegou por meio do Centro de Comando e Monitoramento (Cecom), pelo telefone 153.

Preliminarmente, a coruja foi identificada como pertencente a espécie suindara. Não foi constatado nenhum ferimento no animal, e, os agentes encaminharam o filhote para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Mini Zoo de Canoas. No local, a ave será avaliada e vai passar por um processo de reabilitação com o objetivo de devolvê-la à natureza.

Coruja Suindara (Tyto furcata)
É uma espécie de coruja muito comum no Brasil, bastante conhecida por fazer ninhos em torres de igrejas (razão de um de seus nomes comuns). Sua alimentação é basicamente composta por roedores e caça principalmente nas proximidades de habitações humanas. De hábitos noturnos, prefere presas vivas. Põe de 4 a 7 ovos, que incubará durante uns 32 dias. Dentro de 50 dias os filhotes já estão aptos a voar. Normalmente, não se separam de seus pais até os 3 meses de vida (fonte www.wikiaves.com.br).

Capacitação
Agentes do GDA participaram recentemente de uma capacitação para resgate e manejo de animais silvestres no Zoológico Municipal de Canoas. O treinamento ocorreu em 30 de maio, e contou com a participação de cinco agentes do GDA. A atividade foi coordenada pela bióloga Gabriela Souza e pela veterinária, Isadora Favreto. Ambas atuam no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do zoo.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo