NegóciosRio Grande do Sul

Programa de estágio da Gerdau tem mais de 30 vagas abertas no RS

Nova edição do programa G.Start possui um olhar atento para inclusão de mulheres, negros, pessoas com deficiência e a comunidade LGBTI+

Estão abertas até o dia 29 de junho as inscrições do G.Start, programa de estágio da Gerdau. Nesta nova edição, são mais de 30 vagas para estudantes universitários de Sapucaia do Sul e Charqueadas no Rio Grande do Sul. As inscrições para o programa podem ser feitas pelo site.

Publicidade

Podem se candidatar estudantes dos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Comércio Exterior, Engenharias, Economia, Psicologia, Pedagogia, Sistemas de Informação e áreas correlatas. As vagas também abrangem os cursos de Gestão Financeira, RH, Contabilidade e Logística, nas modalidades presencial ou EAD, com disponibilidade para estagiar por, no mínimo, um ano, com vontade de aprender e se desenvolver, e que estejam dispostos a colaborar com a construção da Gerdau do futuro. O processo seletivo inclui inscrição on-line, dinâmicas e entrevistas individuais, com o início do estágio previsto para setembro de 2022.

De acordo com Flávia Nardon, gerente global de Cultura e Gestão de Talentos da Gerdau, o programa G.Start reforça o compromisso da empresa de empoderar pessoas que constroem o futuro e de estimular o protagonismo destes novos profissionais. “Para a Gerdau, a construção de um ambiente de trabalho diverso e inclusivo é um dos nossos princípios, e contribui com o desenvolvimento humano e com a cultura de inovação. Os programas de entrada da empresa apresentam um olhar atento à diversidade e inclusão, de modo a refletir a diversidade da nossa sociedade e apresentar oportunidades para todas as pessoas”, afirma Flávia.

Os candidatos e candidatas selecionados vão aprimorar o conhecimento técnico por meio de uma trilha de aprendizagem robusta, com ações práticas, troca de experiências e capacitações formais, complementares a formação acadêmica. O objetivo é desenvolver futuros líderes, capazes de propor soluções simples e ágeis, e que trabalhem de forma colaborativa para responder aos desafios de um ambiente de negócios cada vez mais dinâmico. Criado em 2018 como uma nova fase dos programas de formação da Gerdau, o G.Start já contou com a participação de mais de 2.000 estudantes. Só em 2021, houve a contratação de cerca de 580 estagiários e estagiárias.

A Gerdau oferece aos estudantes contratados pelo programa G.Start bolsa-auxílio, assistência médica e auxílio medicamento, assistência odontológica, telemedicina Einstein Conecta, vale-refeição ou refeitório (de acordo com a localidade), vale-transporte ou fretado (de acordo com a localidade).

Serviço

G.Start — Programa de Estágio da Gerdau
Prazo de inscrição: até 29 de junho
Para se inscrever, acesse.
Cursos: Administração, Comércio Exterior, Engenharias, Economia, Psicologia e Sistemas de Informação e áreas correlatas
Quem pode se inscrever: estudantes nas modalidades presencial ou EAD, com disponibilidade para estagiar por, no mínimo, um ano

Sobre a Gerdau

Com 121 anos de história, a Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Além disso, possui uma divisão de novos negócios, a Gerdau Next, com o objetivo de empreender em segmentos adjacentes ao aço. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 9 países e conta com mais de 36 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material.

Todo ano, 11 milhões de toneladas de sucata são transformadas em diversos produtos de aço. A companhia também é a maior produtora de carvão vegetal do mundo, com mais de 250 mil hectares de base florestal no estado de Minas Gerais. Como resultado de sua matriz produtiva sustentável, a Gerdau possui, atualmente, uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa (CO₂e), de 0,90 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global do setor, de 1,89 t de CO₂e por tonelada de aço (worldsteel). Em 2031, as emissões de carbono da Gerdau vão diminuir para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

Via
Guilherme Esteves
Fonte
BCW

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo