GeralNorte RS

Passo Fundo leva alunos da rede municipal ao cinema

A iniciativa, chamada “Luz, Câmera, EducAÇÃO”, proporciona aos estudantes o contato com a cultura, a arte, o entretenimento e novos aprendizados

A Prefeitura de Passo Fundo deu início a um projeto chamado Luz, Câmera e EducAÇÃO e está levando os alunos da rede municipal ao cinema. A iniciativa acontece em parceria com o Cinelaser Cinemas do Passo Fundo Shopping, fomentando a cultura, o entretenimento e um universo de aprendizados que ultrapassa as barreiras das salas de aula.

Publicidade

Levar possibilidades aos estudantes e expandir as experiências com o mundo, segundo o prefeito Pedro Almeida, pautam as ações na área da educação. “Passo Fundo, enquanto Cidade Educadora, une a educação, a cultura e a cidadania para formar pessoas que reconheçam o meio em que vivem e possam construir transformações”, declarou.

O secretário de Educação, Adriano Canabarro Teixeira, justifica a importância do projeto para a vida dos estudantes. “O objetivo é proporcionar a eles uma experiência – na maioria dos casos, a primeira – de acesso à 7ª arte. Adicionalmente, busca-se o fortalecimento do gosto pela arte e o despertar a criatividade”, enfatizou.

Para a efetivação da iniciativa, as escolas de Ensino Fundamental foram divididas em grupos. No mês de julho, oito instituições participaram dos projetos: Arlindo de Souza Mattos, Cohab Secchi, Frederico Ferri, Fredolino Chimango, Georgina Rosado, Helena Salton, São Luiz Gonzaga e Senador Pasqualini. As demais serão organizadas nos meses subsequentes.

A partir do projeto, as famílias pagam R$ 8 por ingresso, valor que compreende também a pipoca e o refrigerante para a sessão. Além disso, os alunos recebem o transporte escolar, não havendo nenhum custo para o deslocamento.

Na manhã desta sexta-feira (15), as turmas do sexto ao nono ano assistiram ao filme Top Gun – Maverick. Já durante a tarde, os estudantes do terceiro ao quinto ano puderam ver Minions 2 – a Origem do Gru. Ao todo, compareceram ao cinema cerca de 450 alunos.

Para muitos, ir ao cinema pela primeira vez só foi possível com o projeto. Esse é o caso da estudante Júlia Eduarda Weiss de Oliveira, de 15 anos, que estuda na EMEF Cohab Secchi. “Eu adorei vir e gostei muito do filme”, contou.

A diretora da EMEF Helena Salton, Desire de Fátima Soares de Meira, que acompanhou os alunos pela manhã, falou sobre a importância da iniciativa. “É excelente! As crianças das comunidades, muitas vezes, não têm a oportunidade de vir ao cinema. Foi maravilhoso vê-las com os olhinhos brilhando e felizes por saírem juntas após a pandemia. É um momento ímpar de emoção e coleguismo”, disse.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo