EventosNotíciasPorto Alegre

68ª Feira do Livro de Porto Alegre inicia nesta sexta-feira (28)

A 68ª Feira do Livro de Porto Alegre inicia nesta sexta-feira (28) e segue até 15 de novembro, na Praça da Alfândega, Centro Histórico. Além da presença de mais de 150 escritores e uma intensa programação literária, esta edição terá a volta do público à praça na área central de Porto Alegre.

Publicidade

O escritor porto-alegrense Carlos Nejar é o patrono da 68ª edição da Feira do Livro de Porto Alegre. Ocupante da cadeira número quatro da Academia Brasileira de Letras, é reconhecido pela riqueza de seus textos, entre poesias, ensaios, contos, críticas literárias e literatura infantojuvenil. Aos 83 anos, Carlos Nejar sucede o filho Fabrício Carpinejar na posição de patrono do evento literário.

 Programação

Na programação para adultos se destaca os grandes lançamentos do ano, com autores que escrevem sobre temas de interesse da sociedade, como diversidade, inclusão, sustentabilidade, filosofia, tendo a literatura grande destaque, entre outros. Na área infantil e juvenil, o foco é a formação de leitores literários e de mediadores de leitura. Neste ano, as duas programações foram construídas conjuntamente, fortalecendo a discussão de grandes temas.

Publicidade

Entre os 60 escritores gaúchos que participarão da programação da área Adulta estão as autoras Clara Corleone, Letícia Wierzchowski, Júlia Dantas e Taiane Santi Martins, que conversam com Nathallia Protazio sobre A Dor e a Delícia de ser Escritora. Já Daniel Galera, José Falero e Samir Machado de Machado discutem com Nanni Rios na mesa Pensando o Brasil no Passado, Presente e Futuro.

Esta edição contará com 20 escritores de outros estados. Entre os destaques estão Noemi Jaffe, indicada para o Prêmio São Paulo de Literatura. Ela conversará sobre sua trajetória com a escritora Jane Tutikian, patrona da 57ª edição da Feira do Livro de Porto Alegre. Para falar sobre o luto e a dor da perda, o escritor Renato Noguera será recebido pelo escritor Fabrício Carpinejar, patrono da feira em 2021. Já a escritora Cida Bento, eleita pela revista britânica The Economist como uma das 50 pessoas mais influentes na área da diversidade, discutirá sobre a escrita como meio de transformação social.

Entre os autores estrangeiros, o destaque é o norueguês Geir Gulliksen (autor de História de um casamento, Editora Rua do Sabão, 2022). Ele traz o questionamento: Quanto do que Pensamos ser Amor é Apenas Projeção? Nesta mesa, ele se apoia em acontecimentos autobiográficos para falar de relacionamento que está ruindo e questionar as convenções de masculinidade e feminilidade.

A best-seller argentina Florencia Bonelli (O feitiço da água, Editora Planeta, 2022), que já vendeu mais de 3,5 milhões de livros em seu país, conversa com a astróloga Amanda Costa sobre seus romances, personagens e sua conexão com os astros.

Na área infantil e juvenil, estão previstos 38 encontros do ciclo O Autor No Palco, no Teatro Carlos Urbim. A atividade é voltada a estudantes dos ensinos fundamental e médio, além da educação de jovens e adultos. Nos finais de semana, o teatro receberá espetáculos infantis e concertos musicais, contemplando toda a família.

As programações infantil, juvenil e para mediadores de leitura contam com a participação de 67 escritores, sendo 40 de outros estados. Entre os autores em destaque na área infantil estão Alê Garcia, um dos 20 creators negros mais inovadores do país, segundo a Forbes.

Escritor, palestrante, apresentador e publicitário, ele estará no Espaço Jovem Petrobras, falando sobre as personalidades negras que o fizeram chegar até aqui. Também estarão no evento o ator Pedroca Monteiro e Daniel Kondo, autores do livro Ser o que se é (Companhia das Letrinhas), que trata sobre a importância das diferenças.

A literatura indígena estará presente mais uma vez no evento. O escritor e indigenista brasileiro Daniel Munduruku, a cordelista indígena Auritha Tabajara e o escritor e palestrante Olívio Jekupé farão encontros com alunos do ensino fundamental, no ciclo O Autor no Palco.

Já a professora, psicopedagoga, mediadora de leitura, escritora, narradora de histórias e arte-educadora Lúcia Tucuju participa do ciclo Todo Mundo Pode Contar Histórias, com professores de escolas indígenas da rede estadual de ensino, de encontro com alunos do Ensino Fundamental, para falar sobre o lugar da literatura indígena e decolonial nas bibliotecas, no 6º Seminário Internacional de Bibliotecas, no auditório da Livraria Paulinas. O agendamento escolar deve ser solicitado pelo e-mail visitacaoescolar@gmail.com.

250 anos de Porto Alegre

A programação da 68ª edição da Feira do Livro reserva um espaço especial para atividades relacionadas com o aniversário de Porto Alegre. Lançamento de obras que recontam a história e as lendas da capital, recital-show com poemas e canções sobre a cidade, mesas de discussão, gravação de programas e exposições fotográficas vão compor a homenagem que a Câmara Rio-Grandense do Livro propôs ao lado de diversos parceiros, para marcar as comemorações dos 250 anos.

Além das sessões de autógrafos, mesas de discussão, saraus e outros eventos, estão previstas oficinas literárias gratuitas, realizadas na sala O Retrato, no Espaço Força e Luz. Os encontros serão conduzidos por oficineiros reconhecidos como Ronald Augusto, Paulo Flávio Ledur, Cíntia Moscovich, Altair Martins, Mariam Pessah e Priscila Ferraz Pasko. As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas. Para participar, é necessário acessar o link na agenda da oficina escolhida no site do evento.

A 68ª Feira do Livro de Porto Alegre é realizada pela Câmara Rio-Grandense do Livro e conta, atualmente, com o Patrocínio Máster de Gerdau, Zaffari, CEEE Grupo Equatorial, Vero, a maquininha que resolve de verdade, Petrobras – patrocinadora do Espaço Jovem Petrobras, Apoio Especial da Prefeitura de Porto Alegre e Sebrae. Apoio Cultural da Kodex, Voco, SZ Working, Assembléia Legislativa do RS, Câmara de Vereadores de Porto Alegre, Aços Favorit e Senado Federal. Espaço cedido: Correios e Memorial do RS.

Botão Voltar ao topo