Rio Grande do Sul

Irmão Cledes Antonio Casagrande é o novo reitor da Universidade La Salle

O professor Dr. Irmão Cledes Antonio Casagrande assume em 2023 como o novo reitor da Universidade La Salle. Casagrande possui graduação em Filosofia pela Universidade La Salle (2003), Mestrado em Educação nas Ciências pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUI – 2008), Doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS – 2012) e Pós-Doutorado pela Universidade La Salle – Canoas. Possui, ainda, Especialização em Educação: Políticas Educacionais e Gestão Escolar, pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, UNIJUI.

Publicidade

Ele assume o lugar do professor Dr. Paulo Fossatti, que atuou por doze anos como reitor. Com a presença de autoridades de diferentes municípios, instituições de ensino e diretorias da Unilasalle, Fossatti que recentemente foi nomeado conselheiro do Conselho Nacional de Educação (CNE), se despediu do cargo na última terça-feira (13).

Nesta entrevista, Irmão Cledes compartilha mais sobre sua trajetória, expectativas e desafios que serão enfrentados no novo cargo:

Publicidade

Como está a sua expectativa para assumir a reitoria da Universidade?

Cledes: É um processo um pouco natural. Sempre estive à disposição da Província para atuar no que fosse necessário. É uma missão desafiadora, especialmente, por substituir o Irmão Paulo e a figura que ele representa. A minha expectativa é de fazer um bom trabalho, contando com a colaboração da comunidade, do restante da reitoria e das diretorias. O bom é que já temos muito trabalho, não faltam projetos. Temos muita coisa que continuará sendo feita, projetos que estão em implantação.

O senhor já atua há treze anos na Reitoria, como vice-reitor, poderia compartilhar conosco mais da sua trajetória até aqui?

Cledes: Eu fui aluno lassalista no ensino médio, no La Salle Xanxerê (SC) e depois ingressei na congregação e me preparei para ser irmão. Fui aluno da Unilasalle, no curso de Pastoral Catequética e trabalhei como professor em Sapucaia, Esteio, no Niterói em Canoas, depois fui para o interior ser professor e trabalhar com grupo de jovens. Atuei em todos os níveis de ensino, porque fui professor dos pequenos, do Ensino Fundamental, Ensino Médio, Graduação, Mestrado e Doutorado. Como gestor, além da formação, fui diretor de escola, supervisor, trabalhei como diretor de Missão da Rede La Salle e, durante um período, integrei a Direção Provincial.

Como ficará o seu papel de pesquisador e como ele poderá estar refletido na gestão como reitor?

Cledes: Pesquisador, trabalhando na Educação Superior, todos temos que ser. Temos que continuar aprendendo. Essa é uma máxima da minha vida. Quem não aprende, pára no tempo em qualquer função. Esse é o primeiro desafio.

O segundo desafio, para mim, é continuar a minha função de professor na Universidade. Não penso em deixar de ser professor. Atuarei menos na graduação, mas continuo no Mestrado e Doutorado em Educação e com o grupo de pesquisa.

Quais desafios o senhor imagina enfrentar como reitor?

Cledes: Os desafios continuam e só aumentam. Temos um planejamento estratégico que temos que repensar sempre, temos que fazer um planejamento para um ou dois anos. O nosso crescimento no EAD é um desafio, é um espaço que precisamos crescer. Também precisamos crescer na graduação presencial. Temos que encontrar formas de continuar ofertando educação de qualidade, com mais tecnologia, com formação de professores, com comprometimento com a comunidade, seja pela Extensão ou pela relação com a comunidade ao redor. Temos, ainda, a questão da sustentabilidade, de encontrar alternativas para viabilizar a missão da universidade.

A nomeação de posse da nova reitoria da Universidade La Salle ocorrerá durante a celebração interna de final de ano, marcada para 22/12.

Botão Voltar ao topo