EsportesNotíciasRio Grande do Sul

Pelotenses são maioria na Seleção Brasileira de Remo

Dos atletas convocados para as categorias Júnior e Sub-23, mais da metade são egressos do projeto Remar para o Futuro

Pelotas volta à evidência no cenário nacional do remo. Repetindo os resultados das últimas temporadas, três atletas do projeto Remar para o Futuro, iniciativa da Prefeitura, alcançaram o índice necessário para representar o país na temporada de 2023. Considerando os ex-atletas do projeto e os resultados da Qualificação Interna Nacional, realizada no fim de semana passado, no Rio de Janeiro, os pelotenses representam mais da metade dos convocados para as seleções Júnior e Sub-23.

Publicidade

Os remadores que obtiveram os melhores resultados na seletiva devem representar o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Remo que, neste ano, será no mês de abril no Chile. As atletas Ana Júlia Ferreira, Brenda Madruga e Helen Belony alcançaram os índices necessários para integrar o time nacional. O coordenador técnico e treinador do Remar para o Futuro, Oguener Tissot, comemora os resultados das alunas, bem como, a convocação dos egressos do projeto.

Foto: Divulgação /Remar para o Futuro

“Tivemos um resultado muito positivo, alcançando a nossa expectativa de três atletas classificados. Além disso, teremos, mais uma vez, a maioria de atletas pelotenses nas seleções Júnior e Sub-23, que irão representar o Brasil na competição do Chile. Esses resultados mostram a força do remo pelotense e indicam que estamos no caminho certo”, afirmou.

Publicidade

Helen Belony, que está no primeiro ano do Sub-23, venceu, com facilidade, a classificação da categoria Skiff Sub-23 Aberto. A atleta pode compor, ainda, as modalidades Double e Four Skiff, ao lado de outras remadoras classificadas na seletiva. Ana Júlia Ferreira e Brenda Madruga, que alcançaram a classificação na modalidade Dois Sem Feminino, aguardam a confirmação da Confederação Brasileira de Remo (CBR) referente aos recursos necessários para participação na competição.

Reconhecimento para além dos pódios

A expressiva classificação de alunos e egressos do Remar para o Futuro na seletiva revelou, mais uma vez, o potencial de Pelotas na prática do esporte. Considerando o excelente desempenho dos atletas, o coordenador técnico do projeto, Oguener Tissot, foi convocado novamente para compor a equipe de treinadores da Seleção Brasileira no Campeonato Sul-Americano.

O técnico já soma diversas passagens na equipe nacional como treinador, conquistando um total de cinco títulos pela Seleção Brasileira e tendo atuado, inclusive, no Campeonato Mundial de Remo realizado na República Tcheca.

Novas vagas no projeto

Para a primeira temporada de 2023, o Remar para o Futuro já prepara o próximo processo de seleção e procura de novos talentos. Até o momento, está prevista a abertura de 12 novas vagas, todas direcionadas para jovens matriculados em escolas públicas com idade entre 13 e 15 anos.

O projeto é totalmente gratuito e disponibiliza para os atletas vale-transporte, uniforme, alimentação pós treino, aulas de remo, musculação, levantamento de peso olímpico, yoga e natação, além de serviços de nutrição, educação física, fisioterapia, odontologia e medicina.

O Remar para o Futuro é uma realização da Prefeitura de Pelotas, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Clube Centro Português, Clube de Regatas do Flamengo e Academia de Remo Tissot.

Equipe técnica e parceiros

Fazem parte da equipe do Remar o coordenador geral Fabrício Boscolo, o professor de remo, Paulo Danis, o preparador físico, Gabriel Moraes, a instrutora de remo, Adriana Perez, o fisioterapeuta Flaviano Moreira da Silva, a cirurgiã-dentista Bianca Santana, a professora de Yoga, Verônica Diedrich e os nutricionistas Larissa Braga e Matheus Witch.

O projeto conta, ainda, com o apoio institucional do Curso de Fisioterapia da UCPel e das instituições Arroz Emoções, Freedom Veículos Elétricos, Motor Factory, Loja Momi Clout e Sicredi, pelo programa Adote um Atleta.

Botão Voltar ao topo