Cidades do RSNotíciasRio Grande do Sul

Estudante de Caxias do Sul conquista medalha de ouro em olimpíada de matemática

Davi Silva de Matos, aluno da rede municipal de Caxias do Sul, conquista medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). O jovem de 13 anos, receberá a merecida premiação na próxima segunda-feira, dia 5 de junho, em Florianópolis.

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Luís Fernando Mazzochi (Professor Nandi), mais uma vez, demonstra seu destaque acadêmico. Assim como várias outras unidades de ensino sob a supervisão da Secretaria Municipal de Educação (SMED), essa instituição tem cultivado uma cultura de busca pela excelência há aproximadamente oito anos, incentivando seus alunos a participarem de competições que testam seus conhecimentos. E os resultados estão se tornando visíveis, refletidos nas medalhas conquistadas.

Publicidade

Localizada no Loteamento Parque das Rosas, na região do Desvio Rizzo, a escola recebe diariamente quase 530 estudantes, do 1° ao 9° ano do ensino fundamental. Um desses alunos é Davi Silva de Matos, que está no 7° ano. Na próxima segunda-feira, ele será reconhecido em Florianópolis (SC) por seu desempenho notável na 17ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), ocorrida em 2022.

A medalha de ouro que Davi conquistou, com humildade e discrição, representa a nota mais alta na sua categoria em todo o município e o coloca entre os 132 melhores competidores de todo o Brasil, dentre mais de 500 participantes.

Publicidade

Vanessa Girelli Tonet Strehlow, coordenadora pedagógica do turno da tarde, ressalta que o sucesso de Davi não é resultado apenas de seu grande talento.

“Davi sempre foi um aluno excelente, não apenas em matemática, mas em todas as áreas do conhecimento. Ele é dedicado, estuda bastante e está sempre lendo. Sua família também está sempre presente, acompanhando-o e incentivando-o em seus estudos.”

“Ele já possui uma aptidão natural acima da média e, mesmo assim, era um dos alunos mais dedicados durante as atividades preparatórias para a Olimpíada. Ele sempre ficava além do horário para estudar mais”, complementa Franciele, sua “treinadora” para a edição de 2023.

Fátima Lumertz Silva de Matos, mãe de Davi, destaca que seu filho sempre foi muito aplicado e que a família tem grandes expectativas para o futuro.

“Nos esforçamos muito para guiá-lo nessa jornada, para que ele siga os valores nos quais acreditamos. Acreditamos que essa é apenas o início de muitas conquistas, especialmente devido ao seu esforço e dedicação em tudo o que faz.”

Fátima e seu marido, Adevaldo, estarão na primeira fila durante a cerimônia de premiação em Santa Catarina, aplaudindo orgulhosamente seu primogênito.

Medalhas são fruto de uma cultura de trabalho e dedicação

Lenara Brum Biazus, vice-diretora do turno da tarde na EMEF Professor Nandi, destaca que todas as conquistas dos estudantes são resultado do esforço e dedicação coletiva. Isso se deve ao projeto de preparação desenvolvido pela escola, que oferece suporte aos alunos que participam de competições acadêmicas em diversas disciplinas.

“Nosso objetivo é fazer com que eles saiam daqui apaixonados por aprender, cada um brilhando em sua área de destaque”, explica Lenara.

“É um imenso prazer e motivo de comemoração colher os frutos positivos desse desempenho”, afirma Vanessa Girelli Tonet Strehlow, coordenadora pedagógica do turno da tarde.

Além da medalha de ouro conquistada por Davi na OBMEP deste ano, em 2022, um estudante da Professor Nandi recebeu medalha de bronze e outros quatro receberam menções honrosas pela participação.

A escola também teve destaque na Olimpíada de Geografia de 2022, com três medalhas de prata e três medalhas de bronze, todas conquistadas por estudantes do 9º ano.

Davi, em virtude de sua conquista na olimpíada de matemática, agora está participando do Programa de Iniciação Científica Jr (PIC), oferecido pela organização aos alunos premiados da OBMEP. Essa iniciativa tem como objetivo incentivar os alunos a se envolverem com a matemática, ampliando seu conhecimento científico e preparando-os para futuras carreiras acadêmicas e profissionais. Pela participação no programa, Davi recebe um incentivo financeiro mensal fornecido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Em outras palavras, as portas da pesquisa estão abertas para esse aluno da rede municipal de Caxias do Sul.

Os estudantes que ganharam medalhas de prata e bronze na OBMEP também serão homenageados em uma cerimônia regional de premiação, e a escola realizará uma comemoração após a cerimônia em Florianópolis para envolver todos os alunos e professores.

Botão Voltar ao topo