NegóciosNotícias

Desenrola Brasil: programa de renegociação de dívidas beneficia 30 milhões

Iniciativa do governo federal abrange pessoas com renda de até R$ 20 mil e dívidas bancárias sem limite de valor

O governo federal lançou o Desenrola Brasil, um programa emergencial para ajudar os brasileiros a saírem da inadimplência e recuperarem o acesso ao crédito. A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda e conta com a adesão de instituições financeiras credenciadas pelo Banco Central.

Publicidade

Como funciona o Desenrola Brasil

O programa é dividido em três etapas, sendo que as duas primeiras começaram nesta segunda-feira (17):

  • Abono de dívidas bancárias de até R$ 100: as pessoas que têm dívidas nesse valor terão o nome limpo automaticamente pelos bancos, sem precisar fazer nada. Essa medida pode beneficiar cerca de 1,5 milhão de pessoas.
  • Renegociação de dívidas bancárias sem limite de valor: as pessoas que têm renda de até R$ 20 mil por mês e dívidas em banco poderão negociar diretamente com as instituições financeiras, por meio dos canais indicados por elas. As dívidas poderão ser parceladas em, no mínimo, 12 prestações. É necessário ter sido incluído no cadastro de inadimplentes até 31 de dezembro de 2022. Essa etapa pode beneficiar mais de 30 milhões de pessoas e envolver cerca de R$ 50 bilhões em créditos.

desenrola-brasil

Publicidade

A terceira etapa do programa terá início em setembro e abrangerá as pessoas com dívidas até R$ 5 mil e que tenham renda de até dois salários mínimos (R$ 2.640) ou sejam inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Nesse caso, os agentes financeiros terão que se habilitar na plataforma do Fundo Garantidor de Operações (FGO) Desenrola Brasil e fornecer dados dos inadimplentes.

Para estimular as renegociações, o governo oferece às instituições financeiras um incentivo regulatório para que aumentem a oferta de crédito.

Botão Voltar ao topo