NotíciasPorto AlegreVariedades

O Eu Digital: oficina de videoperformance e video mapping no Instituto Ling

Artistas Magali Sander Fett e Till Botterweck ensinam técnicas de projeção de vídeo em objetos e superfícies irregulares

O que é video mapping?

Video mapping é uma técnica que consiste na projeção de vídeo em objetos ou superfícies irregulares, tais como estruturas de grandes dimensões, fachadas de edifícios e estátuas. Através da utilização de um software especializado, os objetos de duas ou três dimensões são formados virtualmente, a partir dessas informações o software interage com um projetor para adaptar qualquer imagem à superfície do objeto escolhido. Com esta técnica, os artistas podem criar dimensões extra, ilusões ópticas e noções de movimento em objetos estáticos. Normalmente são criadas narrativas audiovisuais através da combinação ou desencadeamento de vídeo com áudio.

Como participar da oficina?

Se você tem interesse em aprender mais sobre essa técnica e criar suas próprias videoperformances para projeções mapeadas, não perca a oportunidade de participar da oficina O Eu Digital – Corpos Digitais, que acontece neste sábado, dia 22 de julho, das 14h às 18h, no Instituto Ling (Rua João Caetano, 440 – Três Figueiras – Porto Alegre/RS). A oficina será ministrada pela bailarina e coreógrafa brasileira radicada na Alemanha Magali Sander Fett e pelo arquiteto e produtor de vídeo alemão Till Botterweck, que desembarcam na capital gaúcha especialmente para essa atividade.

A oficina contará com exercícios de criação e prática, que utilizam os princípios de tempo, espaço e consciência corporal, além de uma introdução à técnica de filmagem com tela verde, também conhecida como green screen ou chroma key. Explorando formas de filmagem e de projeção de corpos no espaço, e integrando programas e efeitos, os participantes criarão juntos um material coreográfico e/ou cênico para ser utilizado tanto no mundo real quanto no digital.

Posts relacionados

A programação é voltada a estudantes e profissionais das áreas das artes performáticas e visuais, audiovisual, design e novas mídias, mas qualquer interessado pode se inscrever. Para participar, não é necessário conhecimento ou experiência prévia – basta levar um smartphone para ser utilizado como câmera durante a atividade. As matrículas custam R$ 256 no primeiro lote, R$ 320 no segundo lote e podem ser feitas no site www.institutoling.org.br ou na recepção do centro cultural.

Quem são os ministrantes?

Magali Sander Fett concluiu seus estudos em dança contemporânea na Folkwang Hochschule, em Essen, após ter se formado em balé clássico. Desde 1999, tem criado suas próprias coreografias, pelas quais já recebeu prêmios, incluindo o reconhecimento como “Artista Residente” no PACT Zollverein, em Essen, em 2004. Trabalhou com renomados coreógrafos, como Rodolpho Leoni, Susanne Linke, Emanuel Gat e Tero Saarinen. Entre 2013 e 2014, cofundou o coletivo de artistas TanzKollektivBremen. Em 2015, dirigiu e coreografou três curtas-metragens para o projeto Postais de Bremerhaven. Em 2018, estreou uma peça sobre o trabalho do coreógrafo Johann Kresnik no Theatre Bremen. Em 2019, desenvolveu a performance 2D-dramatic dimensions, apresentada na Kunsthalle Bremen. Em 2021, estreou Kick & Rush! no campo de futebol do ATS Buntentor Bremen e, em 2022, Körperschau, uma intervenção de dança a partir das obras da exposição CKD – Completely knocked down (Recife Bremen Connection), na Städtische Galerie Bremen. Magali leciona dança contemporânea e coreografia na HKS – Hochschule für Künste im Sozialen Ottersberg, na Alemanha.

Till Botterweck trabalha com coreógrafos e diretores como Samir Akika, Michael Talke e Urs Dietrich. Em 2006, foi cofundador do coletivo de video mapping de Bremen, chamado URBANSCREEN, e criou, entre outras, as produções Lighting the sails, Sydney, 320° Licht, Gasometer Oberhausen e In Nemo, Busan. Como membro do coletivo de artistas TanzKollektivBremen, fez parte das produções Street Art Project – Allowed to Play e Corvus – Second Nature, de Magali Sander Fett. Em 2022, conduziu um workshop de video mapping e dança com bailarinos da África e da Alemanha.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo