Rio Grande do SulSaúde

Saúde mental é tema para reflexão neste mês de janeiro

A importância do cuidado com a saúde mental e a contribuição do Janeiro Branco para a conscientização da população.

O mês de janeiro é tradicionalmente um período de introspecção e foco na saúde mental. A saúde mental tem sido cada vez mais discutida em nosso dia a dia, com o objetivo de minimizar as doenças e distúrbios mentais. Nesse contexto, surgiu em 2023 a iniciativa “Janeiro Branco”, dedicada a promover a saúde mental da população.

Publicidade

Em São Leopoldo, os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) são os principais pontos de atendimento para pessoas com problemas de saúde mental. Para ilustrar a relevância dos CAPS, apenas no último quadrimestre, 2.313 indivíduos buscaram atendimento individual nesses centros. Além disso, são oferecidos atendimentos em grupo, familiar e domiciliar.

Carolina Monteiro, psicóloga do Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) da Secretaria Municipal de Administração de São Leopoldo (Semad), destaca a importância do “Janeiro Branco”. Segundo ela, “é importante ressaltar que o ‘Janeiro Branco’, ao contrário dos outros meses, não se refere a uma doença específica. Suas ações buscam promover o diálogo, expandindo a visão sobre a saúde mental de forma individual e coletiva, com o objetivo de autocuidado e promoção da saúde”.

Publicidade

Yves Pelegrim, psicólogo do CAPS Capilé, alerta que “o melhor ‘medicamento’ para manter uma boa saúde mental é ter boas relações com pessoas e coisas, e levar uma vida equilibrada. Relações opressoras são muito prejudiciais para a saúde mental”.

Cristina Cannas, coordenadora de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (Semsad), enfatiza que neste mês de janeiro a Secretaria está focada em expandir a equipe. “Estamos expandindo o trabalho em saúde mental nos territórios. Teremos uma equipe de cerca de 35 profissionais, incluindo psicólogos, assistentes sociais, educadores físicos e psiquiatras, trabalhando junto às Unidades Básicas de Saúde (UBS) para melhorar a escuta e o atendimento em saúde mental”, revela Cristina.

Arte por: Scom/PMSL

A expansão da equipe tem como principal objetivo as ações do mês de maio, marcado pela luta antimanicomial, que luta pelos direitos das pessoas com sofrimento mental. E também para as ações do mês de setembro, amplamente conhecido pela prevenção ao suicídio.

Cartilha Janeiro Branco, em PDF

Saúde do Servidor

A Secretaria Municipal de Administração de São Leopoldo (Semad) conta com o Serviço de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), que promove ações de prevenção a problemas de saúde mental dos servidores públicos municipais durante todo o ano.

Rafael Forneck, secretário da Semad e responsável pelo SESMT, fala sobre a importância do tema. “Aqui na Secretaria, temos uma grande preocupação com a saúde mental dos servidores. Temos uma psicóloga à disposição dos funcionários, mas sempre buscamos a prevenção. É necessário que todos tenham um tempo para si, fora do ambiente de trabalho, onde possam praticar seus exercícios, seus hobbies, e entender que muitas vezes é preciso aceitar as circunstâncias da vida para que não haja decepções a partir de expectativas inatingíveis”, destaca Rafael.

Serviço

Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS´s) de São Leopoldo funcionam de segunda a sexta-feira das 8h às 18h.

CAPS Capilé

  • Rua Bento Gonçalves, 891, Centro
  • Fone/whatsapp: 2200-0761

Centro de Atenção Psicossocial (CAPS Álcool/Drogas)

  • Rua Saturnino de Brito, 68 – Bairro São José (próximo ao Corpo de Bombeiros)
  • Telefone: 3566-1739

CAPS IJ Aquarela

  • Rua São Francisco, n° 807- Centro
  • Telefone: 3588-4154 ou 3592-0205

Botão Voltar ao topo