DestaqueRio Grande do Sul

Antiga sede da Unisinos poderá ser desapropriada

A Prefeitura Municipal de São Leopoldo se empenha em comprar o antigo prédio da Unisinos, com planos de transformação para uso público.

A administração do município de São Leopoldo está empenhada desde 2022 em um projeto significativo para adquirir e revitalizar o emblemático prédio que já foi sede da Unisinos. Esse imóvel, um verdadeiro símbolo da cidade, está localizado estrategicamente no coração de São Leopoldo, ladeado pelas avenidas Dom João Becker e Brasil, além da Praça Tiradentes. A área, com aproximadamente 7.000 m² de terreno e mais de 11.000 m² de área construída, encontra-se ao lado do Centro Administrativo e é reconhecida por sua importância histórica, sendo protegida como patrimônio histórico.

O Executivo Municipal defende a iniciativa de adquirir o prédio como parte de um projeto maior de revitalização e enfatiza a importância deste passo para a cidade. Ao mesmo tempo a Rua Independência está recebendo melhorias e se busca a qualificação do centro histórico.

Publicidade

Recentemente, no dia 24 de janeiro, o Executivo Municipal emitiu um decreto, o nº 10.672/24, classificando o edifício como de Utilidade Pública. Este passo é determinante para o processo de desapropriação. A prefeitura planeja alojar a Secretaria Municipal de Educação (Smed) no prédio, bem como instalações técnicas do governo e espaços para a Câmara de Vereadores.

O próximo estágio do projeto envolve a avaliação detalhada do imóvel, um passo fundamental para avançar no processo de desapropriação e transformação deste patrimônio histórico em um espaço de valor público e cultural para os moradores de São Leopoldo.

Publicidade

Patrimônio histórico gaúcho

A histórica sede original da Unisinos em São Leopoldo, agora um espaço para projetos sociais, reflete a rica história educacional e arquitetônica da cidade.

Localizada em São Leopoldo, a primeira sede da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) desempenhou um papel crucial na educação até 1974, quando a reitoria foi transferida para o bairro Cristo Rei. Atualmente, este prédio histórico é o lar de diversos projetos sociais da universidade.

Como um edifício protegido por seu valor histórico, a estrutura requer cuidados especiais e procedimentos burocráticos rigorosos para qualquer reforma. Autorizações são necessárias tanto do Instituto de Patrimônio Histórico do Estado (IPHAE) quanto da Prefeitura Municipal de São Leopoldo. Estes procedimentos asseguram a preservação das características arquitetônicas originais do edifício, um aspecto fundamental na manutenção de sua integridade histórica.

Este prédio não é apenas um marco arquitetônico, mas também um símbolo cultural significativo para São Leopoldo. Representando o núcleo inicial da cidade desde 1877, a antiga sede da Unisinos desempenha um papel vital na preservação da memória histórica e cultural da região.

O complexo que compõe a antiga sede da Unisinos foi construído entre 1876 e 1890. Este projeto arquitetônico começou com a edificação da Igreja Nossa Senhora da Conceição pelos Jesuítas, seguida pela construção do Colégio Conceição e do Colégio São José, ativo de 1872 a 1922.

A concepção deste local histórico é atribuída ao arquiteto Johann Grünewald, conhecido por sua maestria na construção de catedrais góticas e formado pela Escola Köln na Alemanha. Em São Leopoldo, Grünewald, carinhosamente chamado de ‘Mestre João’, também é reconhecido por seus trabalhos na Igreja Matriz da Conceição e no acabamento da Catedral de Porto Alegre, reforçando seu legado arquitetônico na região.

Botão Voltar ao topo