Cidades do RSNotíciasRio Grande do Sul

Caxias do Sul: Operação recolhe veículos abandonados em ação contra a dengue

Prefeitura de Caxias do Sul atua para evitar riscos à saúde pública e acidentes com automóveis abandonados.

Caxias do Sul, 23 de Fevereiro – Na tarde desta sexta-feira, uma iniciativa conjunta entre a Fiscalização de Trânsito e a Guarda Municipal de Caxias do Sul resultou na remoção de vários veículos abandonados no bairro São Cristóvão. Essa medida, embasada na legislação municipal, tem como objetivo não apenas manter a ordem nas vias públicas, mas também combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue.

Publicidade

Os veículos recolhidos se encontravam em condições precárias, muitos deles sem emplacamento, o que configura um descumprimento das normas de trânsito. Além disso, a presença desses automóveis às margens da rua Abramo Perondi representava um risco adicional, pois alguns estavam em áreas verdes, onde acumulavam água parada, propiciando um ambiente propício para a reprodução do mosquito vetor da dengue.

A ação realizada está em conformidade com o artigo 44 da lei complementar nº 632/2020, que estabelece diretrizes para o Código de Posturas do Município. Segundo esse dispositivo legal, veículos abandonados em vias públicas por mais de 15 dias sem placas de identificação, ou por mais de 30 dias com placas de identificação, podem ser removidos pelo poder público.

Publicidade

É importante ressaltar os transtornos e perigos que automóveis abandonados podem representar para a comunidade. Além de contribuírem para o surgimento de focos do mosquito Aedes aegypti, esses veículos podem ser locais propícios para a prática de atividades criminosas, além de representarem perigos físicos, especialmente para crianças que podem se machucar ao brincar nos arredores desses carros ou dentro deles. Portanto, a remoção desses veículos não apenas garante a ordem urbana, mas também protege a saúde e segurança da população, especialmente das crianças.

Botão Voltar ao topo