Cidades do RS

Montenegro realiza Feira do Peixe Vivo nos dias 27 e 28 de março

Piscicultores estimam comercializar até 10 toneladas de pescado

Montenegro realiza a tradicional Feira do Peixe Vivo de Páscoa nos dias 28 e 29 de março, quarta e quinta-feira, com a comercialização do produto em diversos pontos, tanto na cidade quanto no interior. Os piscicultores de Montenegro pretendem comercializar até 10 toneladas de pescado até a Páscoa.

Publicidade

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, os piscicultores e os técnicos da Emater definiram na segunda-feira (18) os locais e as regras para a venda de peixes nesta edição do evento. Também foram definidas as espécies de peixe que serão comercializadas e os valores.

Valores

Carpa húngara – R$ 16,00 kg

Publicidade

Carpa cabeça grande – R$ 16,00 kg

Carpa prateada – R$ 16,00 kg

Carpa capim – R$ 20,00 kg

Tilápia – R$ 20,00 kg

Pontos de venda

Já estão definidos 12 pontos de venda, mas este número ainda pode aumentar. É que um dos mais tradicionais piscicultores do município está doente, mas participará da Feira do Peixe Vivo se melhorar de saúde.

Locais com venda de peixe nos dias 27/03 e 28/03 – das 8h30 às 18h:

– estacionamento do Mercado Padre Réus – piscicultor Luiz Nardi;
– estacionamento da Loja Taqi – piscicultor Teófilo Azeredo;
– pesque e pague Na Taipa – piscicultor Teófilo Azeredo;
– Praça Timbaúva (junto ao Grêmio Gaúcho) – piscicultor Jair Sarmento;
– Estrada Marcírio de Souza Carpes, perto da Bio-C – propriedade do piscicultor Jair Sarmento;
– Santos Reis, na oficina do Paulinho – piscicultor Paulo Müller;
– Passo da Amora – propriedade dos piscicultores Ivan e Cláudio Azevedo;
– Praça Germano Henke – piscicultores Ivan e Cláudio Azevedo;
– Praça dos Ferroviários – piscicultora Cristina Pohren;
– Estrada Morro Montenegro, entrada ao lado da oficina do Márcio – propriedade do piscicultor Demenciano Padilha;
– RS 124, Km 36,5 – propriedade do piscicultor Nilvo Weisheimer;
– Vendinha, Sítio Paraíso, estrada Passo da Amora – piscicultor Nelson Zanella.

Botão Voltar ao topo