DestaqueGeral

The Body Shop organiza protesto na sede da ONU em prol dos animais

Campanha Forever Against Animal Testing desafia a Organização das Nações Unidas a acabar com a prática de testes em animais

Para Sempre Contra Testes em Animais da The Body Shop 1 - The Body Shop organiza protesto na sede da ONU em prol dos animais
Fotos: Andrew Kelly/AP Images for the Body Shop

A The Body Shop, rede inglesa de cosméticos naturais, em parceria com a Cruelty Free International, organização internacional sem fins lucrativos que trabalha para acabar com os testes em animais, organizam protesto hoje (24), na sede da ONU em Nova York, em apoio à campanha Forever Against Animal Testing – Para sempre Contra teste em Animais-, que consiste em um abaixo assinado global com o objetivo de banir, até 2020, testes em animais com finalidade cosmética em produtos e ingredientes em todo o mundo.

Ativistas e cães saíram às ruas com cartazes de protesto, bandanas e pequenas faixas para demonstrar seu apoio. O influente fotógrafo de pets The Dogist (@theDogist), que apoiou previamente a campanha no Canadá e nos Estados Unidos, e Louboutina (@louboutinanyc), importante influenciador de temas relacionados a pets no Instagram, uniram-se à The Body Shop e à Cruelty Free International.

O protesto teve como objetivo destacar o fato chocante de que 80% dos países do mundo ainda não têm leis banindo testes em animais para fins cosméticos, além de incentivar os consumidores a apoiar a campanha assinando a petição global em http://www.foreveragainstanimaltesting.com.

Quando 8 milhões de assinaturas forem obtidas na petição, a The Body Shop e a Cruelty Free International apresentarão o abaixo assinado à ONU, reivindicando uma convenção internacional com o objetivo de proibir testes em animais para fins cosméticos. Na semana passada, as organizações se reuniram com autoridades das ONU para adiantar discussões sobre o tópico.

Tendo coletado 4,1 milhões de assinaturas nos últimos seis meses, a petição é agora considerada a maior já existente contra testes em animais para fins cosméticos no mundo. The Body Shop e a Cruelty Free International estão fornecendo recursos para ajudar no envolvimento de outras companhias e seus funcionários e convidam todas as empresas que são contra estes testes à aderirem à causa.

Em setembro de 2017, a L’Oreal vendeu a rede de lojas The Body Shop para a Natura, uma empresa brasileira multinacional de cosméticos, livre de crueldade contra animais e listada com o certificado B Corp. Tanto a Natura como a Aesop, a nova empresa coligada da The Body Shop, endossaram hoje oficialmente a campanha.

A The Body Shop e a luta contra teste em animais

A The Body Shop foi a primeira marca internacional de beleza a fazer campanha contra a prática de testes com animais para fins cosméticos em 1989, conduzindo a uma proibição à escala europeia de testes em animais em 2013. A campanha, realizada em parceria com Cruelty Free International, teve 1 milhão de assinaturas coletadas e desencadeou progressos significativos em toda a região da Ásia-Pacífico.

Cruelty Free International é uma das mais antigas e respeitadas organizações de proteção animal do mundo. Considerada como uma autoridade em questões de testes em animais e convocada por governos, jornalistas, empresas e órgãos oficiais para aconselhamento ou opinião de especialistas, foi a primeira grande organização sem fins lucrativos a fazer campanha contra os testes em animais com fins cosméticos nos anos 70. Liderando a campanha de 20 anos para proibir cosméticos cruéis na UE, ela tem influenciado proibições em países como Nova Zelândia, Índia e Coreia do Sul.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios