CASANEWS

High Line Park em Nova York

Transformação urbana com a participação da população

High Line Park

O conceito de espaço público abrange um local que é de uso e posse de todos. Com papel determinante para os cidadãos, é um lugar voltado a atividades coletivas, convívio e trocas de experiências entre grupos heterogêneos. São as áreas públicas que moldam os laços comunitários dos bairros e integram as regiões. Praças, parques e outros locais de encontro promovem o lazer e descontração, impactando diretamente na qualidade de vida dos moradores de seus arredores e transeuntes.

Um dos cases de sucesso mais conhecidos no mundo é o parque público norte americano High Line, sensação em Nova York. Localizado em uma antiga via férrea da cidade, que passava no meio de Manhattan a 8 metros de altura do chão e estava desativada por pelo menos 20 anos, hoje ele é sinônimo de sustentabilidade, cultura e bem estar. Em meados do ano 2000, um grupo de proprietários chegou a manifestar o desejo de demolir a construção, pois a antiga linha prejudicava esteticamente a região e seu crescimento. Em 2002 foi lançado um concurso à comunidade e aberto um processo para captar ideias e uma equipe de design transformar a obra em um parque, preservando toda a antiga estrutura – como uma homenagem ao papel histórico industrial que a linha teve para a cidade. O High Line foi inaugurado em três etapas, em 2009, 2011 e 2012, possuindo ao todo 2.33 km de extensão e percorrendo diversas avenidas.

High Line por joevare

Repleto de vegetação variada, hortas, bancos de madeira e mesas de piquenique, ele também apresenta obras de arte e grafites por todo o percurso além de mirante, feirinhas, food trucks e eventos culturais. Além disso, o parque foi responsável pela valorização sem precedentes em seu entorno, ganhando novos hotéis, lojas, restaurantes e atrações turísticas que já somaram mais de US$ 4 bilhões em investimentos.

High Line por joevare

Pensando na importância de cases assim, a agência SGS Economics and Planning elaborou um relatório baseado em estudos de caso realizados em grandes cidades como Sydney, Hamburgo, Nova York, Londres e Melbourne apresentou os princípios para todo projeto de renovação urbana: o espaço deve fornecer valor de forma compartilhada entre diversos atores e públicos; as etapas de planejamento devem levar em consideração o ponto de vista das pessoas e áreas interessadas; visão de longo prazo; projeto financeiro razoável e realista; que reintegre o local com a área em seu entorno; e que o local maximize os benefícios oferecidos à comunidade.

Para que projetos assim tenham sucesso no Brasil e revitalizem os espaços públicos degradados, as chamadas parcerias público-privadas são necessárias e a participação da população é primordial para que as necessidades da comunidade sejam levadas em consideração, aproximando-a do objetivo final: o aumento da qualidade de vida e atratividade da região como um todo.

Tags

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios