Saúde

Prepare-se corretamente para seus exames de sangue

Buscar informações sobre o preparo necessário a determinados exames é fundamental para que os resultados sejam 100% confiáveis. Outra conduta importante é informar o atendente sobre quais medicamentos – incluindo vitaminas e fórmulas manipuladas – está, eventualmente, fazendo uso. Esse tipo de informação é fundamental e pode ser muito útil em caso de haver dúvidas sobre os resultados.

De acordo com Glais Libanori, médica patologista clínica do CDB Medicina Diagnóstica, em São Paulo, muitas pessoas têm de reagendar o exame justamente por não ter seguido à risca todas as instruções sobre o preparo prévio necessário para determinados procedimentos. A seguir, a médica aponta cinco dicas importantes para quem quer cuidar da saúde sem perder tempo:

  1. Jejum. “A maioria dos exames de sangue exige jejum mínimo de três a quatro horas. Vale ressaltar que, desde o início deste ano, houve consenso entre as sociedades médicas de dispensar as 12 horas de jejum para a dosagem de triglicerídeos e colesterol (total e frações) – somente em casos bastante específicos se exige o jejum prolongado. Já para a dosagem de glicose, continuam valendo oito horas de jejum”.

 Água. “Antes do exame de sangue, é permitido tomar água em pequena quantidade, mas é fundamental seguir todas as recomendações transmitidas no momento do agendamento do exame. Já no ultrassom gestacional, até a 12ª semana de gravidez é necessário ingerir entre cinco e seis copos de água antes de se submeter ao exame. Depois disso, já não é tão necessário. Com relação ao ultrassom transvaginal, algumas clínicas dispensam a ingestão de água. Entretanto, recomendamos a ingestão de pelo menos quatro copos de água para garantir uma boa visualização da região pélvica como um todo”.

  1. Gripe e outras doenças. “É importante relatar ao atendente, na hora de dar entrada na clínica, se está fortemente gripado, com febre, e inclusive informar se está tomando medicamentos para atenuar os sintomas de alguma outra doença. Isso vale principalmente nos exames de sangue e urina. Caso o exame não seja emergencial e o paciente possa adiar por uma semana, tanto melhor para que não haja qualquer interferência nos resultados”.

 Período menstrual. “Alguns exames sofrem interferência direta quando realizados durante a menstruação, como o de urina, a colpocitologia oncótica, a colposcopia e a cultura de secreção vaginal. Nesses casos, não sendo urgente, o ideal é adiar o exame por alguns dias, a fim de obter o melhor diagnóstico possível”.

  1. Acompanhante. “Em exames como endoscopia, biópsia, mamotomia, cintilografia, agulhamento e artrorressonância, é necessária a presença de um acompanhante maior de 18 anos. A colonoscopia, por conta da sedação, também não deve ser realizada em pacientes desacompanhados”.

Glais Libanori também alerta para o fato de que em determinados exames o paciente será orientado a não fumar, não ingerir álcool ou, ainda, a não manter relações sexuais na véspera, por exemplo. Além de perguntar sobre a necessidade de preparo com antecedência, cabe ao paciente ser bastante claro com seu médico, relatando em detalhes seus hábitos, seu histórico familiar e de saúde, além de levar os resultados de exames similares que já tiver realizado anteriormente.

Tags
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios