Porto AlegreRio Grande do Sul

Conheça os indicados ao Prêmio Açorianos de Dança

Nomes foram apresentados pelo Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre; vencedores serão conhecidos no dia 25 de março

O Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre divulgou esta semana a lista dos indicados ao Prêmio Açorianos de Dança 2017. Os vencedores serão conhecidos no dia 25 de março de 2018, durante a cerimônia de entrega dos prêmios, que ocorrerá no Teatro Renascença, às 19h30. Este ano, a cerimônia de entrega dos prêmios integra a programação da Maratona de Dança da 59ª Semana de Porto Alegre. Durante a Maratona, a comunidade poderá participar de oficinas, assistir a espetáculos e performances, confraternizar no piquenique dançante e se divertir com diversas atividades que tomarão conta do Centro Municipal de Cultura em 12 horas de dança.

O grande júri que avaliou os espetáculos inscritos foi composto por Neca Machado, Paula Finn, Fernando Muniz, Roberta Malheiros, Carlos Neto, Clarice Alves e Paula Amazonas. O Prêmio Açorianos de Dança contempla ainda as categorias de destaque por modalidades, como balé, jazz, danças urbanas, entre outras, além das categorias de Novas Mídias em Dança e Projetos de Difusão e Formação. Essas categorias contam com júris especializados que somam um total de 22 profissionais da área.

Indicados

Espetáculo do Ano
Atma
Vincent
Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
O Sentido se Sente com o Corpo

Direção
Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis – Atma
Verônica Prokopp e Daniel Aires – Vincent
Fernanda Bertoncello Boff – Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Iara Deodoro – O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana

Bailarino

Elias Junior (Retalhos)
Rubens Tavares (Retalhos)
Mariano Neto (Sopros)
Samuel Rodrigues (Sopros)
Felipe Resende (Vincent)

Bailarina
Letícia Paranhos (Sopros)
Andressa Pereira (Sopros)
Juliana Coutinho (Atma)
Sissi Betina Venturin (O Sentido se Sente com o Corpo)
Emanoelle Santos (Quer saber quanto custa uma saudade?)

Coreografia
Juliana Coutinho – Atma
Elias Júnior , Gabriely Souza, Rubens Tavares, Bruno Malavolta – Retalhos
Ivan Motta – Sopros
Daniel Aires, Fellipe Resende, Richard Salles, Verônica Prokopp – Vincent
Iara Deodoro, Edjana Santos Deodoro e Taila Souza – O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana

Cenografia
Renata Ibis – Atma
Cubo1 Cia de Arte – Vincent
Natália Bandeira e Luís Cocolichio – Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Silvia Chaves – Quer saber quanto custa uma saudade?
Marco Buffon e Diãne Sbarbelotto – Paixão pela Dança

Iluminação
Mirco Zanini – Atma
Verônica Prokopp – Vincent
Gabriel Martins – Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Kyrie Isnardi – Retalhos
Karrah Iluminação – Quer saber quanto custa uma saudade?

Figurino
Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis – Atma
Neusa de Oliveira, Luciano Santos – Vincent
Anderson Luiz de Souza – Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Malu Oliveira – Paixão pela Dança
Luis Augusto Lacerda – O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
Vera Lúcia Machado – Baila Melancia

Trilha Sonora
Julius Rigotto, Carol Martins, Juliana Coutinho e Renata Ibis – Atma
Maestro Marco Farias – O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
Jorge Peña e Duda Cunha – O Sentido se Sente com o Corpo
Bruno Angelo e Andrea López – Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Elias Júnior – Retalhos

Produção
Carol Martins – Atma
Iara Deodoro – O Feminino Sagrado: Um Olhar Descendente Da Mitologia Africana
Coletivo Âmago – O Sentido se Sente com o Corpo
Fabricio Sortica e Fernanda Bertoncello Boff – Pequenices: Mini Peça Viajante de Dança
Rococó Produções Artísticas e Culturais – Baila Melancia

Destaque em Balé
Rony Leal – pela ideia e concepção do projeto de recital Rony Leal – Les Grands Pas de Deux Classiques que reuniu e deu destaque às diversas escolas de ballet da cidade.
Alexandre Rittmann – pelo trabalho como professor na manutenção e profissionalização dos bailarinos que atuam na cena clássica.
Gabriela Hauqui – pela atuação artística e técnica no Pax de Deux de Gisele no Recital Rony Leal.
Carla Bublitz – pelo fortalecimento no intercâmbio de bailarinos no cenário internacional.

Destaque em Sapateado
Glenda Duarte – Pela qualidade artística do espetáculo “O Verso do Avesso” e pela realização do evento POA Tap.
Gabriela Santos – Pela divulgação do segmento do sapateado em Porto Alegre, por sua qualidade técnica e artística, e pelo trabalho de formação e difusão do Tap nas Escolas Preparatórias de Dança na periferia da capital.
Leonardo Dias – Pela excelência técnica como intérprete e criador.
Laboratório da Dança – Pelo caráter de referência na formação do Tap em Porto Alegre.
Escola de Dança Karin Ruschel – Pelo trabalho de formação e pela participação nos eventos de dança, divulgando o Tap na cidade.

Destaque em Flamenco
Ana Medeiros – Pela criação de um novo núcleo de Flamenco na cidade e pela originalidade e criatividade na criação dos espetáculos “Ay mi Amor!” e “Casino de Sevilla”.
Flamenco por aí – Pela qualidade na geração de conteúdo e na divulgação das produções de Flamenco na cidade.
Luana Jacociunas Rubin – Pela qualidade técnica e artística na atuação como bailarina
Bianca Benevenutto – Pela consolidação do trabalho da “Palo Santo” e da grife “Señora” e pela criação de novo espaço físico dedicado à arte Flamenca na cidade.
Gustavo Rosa – Pela qualidade artística como músico Flamenco e pela contribuição permanente para com os diversos grupos e companhias de Flamenco da cidade e do Brasil.

Destaque em Dança do Ventre
Stars Belly Dance Brasil – Pela realização e divulgação de um evento de âmbito nacional na cidade.
Grupo Oriental Beat – Por sua contribuição musical para a cena da dança oriental em Porto Alegre.
Fernanda Zahira Razy – Pelo trabalho de pesquisa corporal em dança do ventre e tribal.
Karine Neves – Pela qualidade técnica e artística das coreografias apresentadas durante o ano.
Cia de Artes de Porto Alegre – Pela abertura de espaço para aulas e shows de dança do ventre e tribal na cidade.

Destaque em Danças Urbanas
Retalhos – Pela qualidade técnica do espetáculo, inovação coreográfica e pela releitura contemporânea das danças urbanas.
Juan Chi – Pela criação da coreografia Scandal, que trabalha a diversidade de gênero e pelo seu trabalho como referência e difusão do Vogue e da cena Queer em Porto Alegre.
Rubens Tavares (Binho) – Pela qualidade como bailarino e também pela inovação coreográfica no espetáculo Retalhos, trazendo uma releitura do Breaking.
Vinnicius Oliveira – Pela qualidade técnica e criação da coreografia Hands Control.
Restinga Crew – Pelo trabalho social que envolve os bailarinos do grupo, mães e crianças da comunidade trazendo a dança para diversos espaços públicos.

Destaque em Dança Contemporânea
Ninho – Escola de Dança Contemporânea – Pela iniciativa de abertura de um novo espaço de acolhimento e formação para artistas da dança em Porto Alegre.
Diversos Corpos Dançantes/Carla Vendramin – Pelo Projeto de Extensão do Curso de Graduação em Dança da Ufrgs, que propõe a inclusão e integração de diversas pessoas, seus corpos e experiências na criação em dança contemporânea.
Roberta de Savian e Alessandro Rivelino – Pelas dissertações “IS@.Coreo: Processos de Mediação/Interação tecnológica de uma bailatriz latino-americana” e “Fratura Exposta”, desenvolvidas no programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Ufrgs por suas contribuições na interação entre a prática artística e acadêmica.
Cubo 1 – Pelo trabalho de pesquisa e produção do espetáculo “Vincent”
Jessé Oliveira – Pela direção da Casa de Cultura Mário Quintana por receber e apoiar diversos artistas e grupos de dança contemporânea na cidade.

Destaque em Jazz
POA Jazz – Pela importância e abrangência do evento, na promoção, formação, difusão e troca de experiências entre as diversas escolas e profissionais do jazz na cidade de Porto Alegre.
Laboratório da Dança – Pelo trabalho de formação continuado, pela promoção de diversos eventos e iniciativas na área de pesquisa do jazz na cidade.
Fernanda Sesterheim – Pela atuação como professora e coreógrafa na formação de novos bailarinos de jazz.
Igor Zorzella – Pela qualidade técnica, artística e criatividade como coreógrafo.
Anette Lubisco – Pela atuação acadêmica e de pesquisa na área do jazz em Porto Alegre.

Destaque em Danças Folclóricas e Étnicas
Fórum de Danças Étnicas e Ensino – Pela contribuição na discussão e ampliação do conhecimento das danças étnicas na cidade.
20ª Alma Cigana, Ritos, Cantos e Magia – Pela difusão e valorização da cultura cigana e pela manutenção do movimento na cidade.
Baila Melancia – Pela proposta do espetáculo que propõe um novo olhar sobre a tradição gaúcha.
Brasileirada – Pelo trabalho de manutenção e divulgação da dança brasileira.
Lá vai Maria – Pelo trabalho de pesquisa, vivência e divulgação dos ritmos brasileiros pouco conhecidos nos centros urbanos.

Destaque em Dança de Salão
Projeto Pescar – Unidade Procempa – Pela concepção pedagógica do projeto que, em 2017, oportunizou o contato com a dança de salão no ambiente de formação profissional, através da parceria com o grupo Nós Dança de Salão.
Dança para o Futuro – Pelo trabalho pedagógico que oportuniza, através da dança de salão, um espaço de compartilhamento, troca de experiências e integração entre a Escola Gafieira Club e as crianças da comunidade local.
Tango no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo – Por promover a integração entre a comunidade e a cultura tangueira oferecendo, desde 2012, um espaço para prática da dança de forma aberta e gratuita.
Cleber Borges e Mariana Motta Pessin – Pela qualidade técnica e artística da dupla que representou o Brasil no Festival e Mundial de Tango de Buenos Aires em 2017.
Las Wuenísimas – Pelo desenvolvimento do projeto que integra os estilos cubano e americano da salsa e baseia-se em conceitos de autonomia, liberdade, criatividade, conexão, empoderamento e protagonismo da mulher.

Destaque em Novas Mídias
Alegoria do Veado Ferido – Pela originalidade do conceito desenvolvido a partir das obras de referência e executado com qualidade técnica e artística.
Pequena Parte – Pela originalidade na exploração do espaço e movimento com qualidade estética e técnica.
Esconde-esconde – Por ser resultado de um processo de trabalho em que os próprios alunos exploram o movimento e as mídias envolvidas.
Ballet Concerto – Pela coerência entre o espaço e o movimento executado com qualidade técnica e artística.
Um olhar através de – Pela qualidade técnica e artística do vídeo na tradução dos elementos que compõem o espetáculo, apresentando coerência entre conceito e estética.
Everybody Dance – Pela integração da dança ao espaço urbano, explorando o uso do neon para destacar o movimento, com qualidade artística.

Destaque em Projeto de Formação e Difusão em Dança
Escola Circo Híbrido – Pela qualidade do trabalho, diversidade de atividades oferecidas, pela qualidade técnica e artística na integração entre dança e circo.
Oficina de Danças Urbanas – Pela abrangência, pelo público que atende e pela garantia de amplo acesso às danças urbanas realizando trabalho em creches, associações, escolas e diversas comunidades.
Dança Moderna de Martha Graham – Pelo trabalho de resgate e valorização da tradição da dança moderna na cidade.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo