BrasilSão Leopoldo

Projeto Parque Rua da Praia está definido

A Secretaria do Meio Ambiente de São Leopoldo (Semmam) consolidou a proposta de implantação do projeto do Parque Rua da Praia durante a primeira reunião do conselho consultivo do projeto. O encontro ocorreu na sede do Museu do Rio dos Sinos no sábado, 3 de março.

O projeto Parque Rua da Praia- Neustadt contempla uma série de ações que se somam à restauração do Museu do Rio dos Sinos e à revitalização da Rua da Praia. De acordo com o secretário do Meio Ambiente, Darci Zanini, a partir da década de 90, com a conclusão dos diques, o Gabinete de Planejamento, na época coordenado por Celso Schokal, criou o projeto Neustadt, que previa a revitalização do bairro Rio dos Sinos, incluindo a Rua da Praia. “Um projeto ambicioso, mas cujas propostas continuam atuais”, destacou.
As ações para revitalização tiveram continuidade em 2005 na gestão de Ary Vanazzi, que apresentou o projeto de revitalização socioambiental da Rua da Margem. Este local era uma área de ocupação antiga, onde na segunda metade do século XIX, estabeleceu-se um pequeno cais para embarque e desembarque de mercadorias e passageiros. Na antiga margem também residiu Henrique Luiz Roessler, pioneiro da ecologia no Brasil. “A Rua da Margem guarda uma relação direta com a história socioambiental de São Leopoldo. A revitalização é uma antiga aspiração da cidade. A sua efetivação é um desafio para a atual administração municipal”, afirmou Zanini.

Dos projetos previstos em 2005, a Prefeitura adquiriu e restaurou o prédio do antigo Cais de São Leopoldo, transformando-o no Museu do Rio dos Sinos, inaugurado em 2012. Elaborou também o projeto e conseguiu os recursos para a Revitalização da Rua da Praia, através de emenda parlamentar do deputado Ronaldo Zulke. A obra foi inaugurada em 2017.

De acordo com o secretário o objetivo geral do projeto é o encontro da cidade com o Rio dos Sinos. “O Parque é um espaço permanente para as pessoas realizarem atividades de lazer, culturais e também para pesquisa”, ressaltou Zanini. A implementação do Parque prevê obras e atividades ambientais e culturais. No momento, está em andamento a reforma do gazebo.

A unificação destes dois projetos com a criação do Projeto do Parque Rua da Praia – Neustadt, contempla entre outras ações:

– Desapropriação e restauração de prédios históricos, incluído a antiga casa de Roessler, criando a Casa de Cultura Ecológica;
– Implantação da Sala dos Ambientalistas: Mário Fonseca, Marlene Engelke, Henrique Luiz Roessler, Henrique Prieto, Pastor Weber, Padre Balduino Rambo, Milton Roessler, João Dutra, entre outros;
– Estruturação e consolidação do Museu do Rio dos Sinos – Sede do Projeto do Parque Rua da Praia;
– Apoio a reativação do barco Martim Pescador – Construção do Pier (ancoradouro) no prédio do Museu do Rio dos Sinos (antigo Cais);
– Reforma do Gazebo do Sobrado – Sala de Atendimento da SEMMAM – Espaço do Museu do Rio dos Sinos;
– Projeto de construção do Deck do Museu do Rio dos Sinos;
– Revitalização da Ponte 25 de Julho;
– Construção do Centro de Valorização dos Povos Tradicionais de Matriz Africana;
– Atividades Culturais (Sarau do Rio, etc.)
– Implantação da Trilha Urbana – Inclusão do calendário da cidade;
– Apoio a reativação da Sociedade Humaitá e a retomada das competições esportivas e náuticas no Rio dos Sinos.

Sobre os projetos

A união dos projetos para criação do Parque Rua da Praia foi definida durante a revisão do Programa Integrado Socioambiental (Prisa), que reúne os projetos ambientais estratégicos da pasta.
Conselho Consultivo

Moradores da Rua da Praia, representantes de entidades da sociedade civil e de órgãos do governo municipal compõem o conselho. O conselho deve acompanhar a implementação do Parque. De acordo com o secretário as ações devem ocorrer em etapas, conforme ocorreu com o Parque Imperatriz.

Informações da Scom/PMSL

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo