Saúde

Exames necessários antes de iniciar a prática de exercícios

O exame de esforço avalia as capacidades cardiorrespiratória e aeróbica, além das faixas de batimentos cardíacos que vão determinar a intensidade ideal e adequada para o treino

Não são raras as notícias de atletas amadores ou profissionais que sofrem desde lesões osteomusculares até morte súbita por não terem passando por uma orientação adequada. Tais situações trazem à tona a importância do auxílio de um médico especializado. Assim sendo, a Sociedade Paulista de Medicina Desportiva (Spamde) comemora anualmente a campanha “Janeiro Dourado – Porque sua Vida Vale Ouro”. O objetivo é trazer esclarecimentos sobre a medicina esportiva e o papel do médico do esporte na vida do praticante. Uma das questões é que os resultados de certos exames ajudam na prescrição de exercício em relação à carga de esforço e a frequência semanal de treinamento.

“O exercício bem orientado e com a devida avaliação ajuda a prevenir as principais causas de morte no Brasil, como doenças cardiovasculares, além de melhorar o controle de doenças metabólicas, a exemplo da diabetes, dislipidemia e obesidade; ainda minimiza os sintomas da depressão e ansiedade”, explica a doutora Karina Hatano, médica do exercício e do esporte

Os resultados de certos exames embasam a prescrição de exercício em relação à carga de esforço e a frequência semanal de treinamento. “O profissional faz avaliação, detecta os pontos fortes e fracos do paciente, verifica o condicionamento físico, identifica gasto calórico, elabora o planejamento de atividades, orienta sobre a alimentação adequada e apresenta o treino adequado para garantir a saúde, o bem-estar e a melhora no rendimento”, resume a doutora Karina. “Como se não bastasse, a consulta prévia evita futuras lesões ortopédicas e demais traumatismos que poderiam afastar o esportista de suas atividades. A má orientação, por sua vez, acaba sobrecarregando os membros mais usados”, complementa.

Algumas das avaliações feitas pelo médico do esporte

 Antropometria

Determina a medida corporal linear, circunferências ou perímetros, massa ou peso e porcentagem de gordura ou de músculo. Os dados ajudam a montar o programa de treinamento.

Teste cardiorrespiratório (exame de esforço)

Avalia as capacidades cardiorrespiratória e aeróbica, além das faixas de batimentos cardíacos que vão determinar a intensidade ideal e adequada para o treino.

Avaliação postural e somatotipológica
O primeiro analisa os desvios da coluna vertebral, ombros, joelhos, pés, vícios posturais e desequilíbrios musculares por meio de observação ou fotografia. Já o teste de somatotipológica verifica a constituição física do paciente.

Avaliação neuromotora
Analisa a força, a resistência muscular localizada e a flexibilidade.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo