DestaquePorto Alegre

Feira do Peixe de Porto Alegre segue até sexta-feira

A Feira do Peixe de Porto Alegre chega à sua 238ª edição. A abertura ao público foi nesta segunda-feira, 26, às 10h, no Centro Histórico. Na quarta-feira, 28, no mesmo horário, começam as feiras do peixe dos bairros Restinga e Belém Novo, que seguem até as 12h, de sexta-feira, 30. A Feira integra o calendário oficial da semana de Porto Alegre.

Veja aqui a programação completa da Semana.

A solenidade de inauguração oficial ocorre na terça-feira, 27, às 11h, no Largo Glênio Peres. O espaço contará com 3,45 mil metros quadrados, em frente ao Mercado Público, que abrigará 54 bancas de pescado e quatro bancas de alimentação, onde serão servidos bolinhos, espetinhos de peixe e a tradicional tainha na taquara. A banca com peixes vivos é outra atração que agrada ao público.

Assim como em 2017, a feira não utiliza recursos públicos, todo o valor do evento é capitaneado pelos feirantes da Colônia Z5 de Pescadores e da Associação de Pescadores (Appesul) com o apoio da Divisão de Fomento Agropecuário da Diretoria de Indústria e Comércio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE). Na edição do ano passado, foram comercializadas, entre os três pontos de venda, 407 toneladas de pescado, o que equivale a R$ 5,6 milhões. Foram vendidas 32 toneladas a mais do que a edição de 2016 que atingiu 375 toneladas e foram gastos dos cofres públicos R$ 178 mil com a feira.

“Este evento simboliza o empreendedorismo dos pescadores, constituindo um atrativo cultural e turístico para a cidade, que vem há mais de dois séculos, gerando emprego e renda para a cidade.”, afirma Leandro de Lemos, secretário municipal de Desenvolvimento Econômico. Na edição anterior, os peixes mais procurados foram a tainha, a corvina e a carpa. “O maior movimento foi no Centro Histórico, por onde passaram cerca de 720 mil pessoas durante os quatro dias da feira”, afirma Frydda Leonardi Monteiro, do setor de fomento à agropecuária da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE).

Estão envolvidas diretamente com a feira mais de 250 famílias de pescadores profissionais artesanais das Ilhas do Delta, de Belém Novo e do Lami, organizadas em torno das Colônias de Pescadores Z-5 e Associação dos Pescadores e Piscicultores do Extremo Sul (Appesul).

Serviço:

Feira do Peixe – Largo Glênio Peres
Horário de Funcionamento: 8h30 às 20h30

Feira do Peixe – Restinga
Horário de funcionamento: 8h30 às 20h30
Local: Esplanada da Restinga

Feira do Peixe – Belém Novo
Horário de funcionamento: 8h às 20h
Local: Praça Inácio Antônio da Silva

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo