Saúde

Doença Mental no Trabalho é tema do 17º Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida

Nos últimos anos se constata um interesse crescente por questões relacionadas aos vínculos entre trabalho e saúde/doença mental. Podemos considerar que tal importância é resultado, em parte, do número crescente de transtornos mentais e do comportamento associados ao trabalho que se constata nas estatísticas oficiais e não oficiais. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), os transtornos mentais atingem cerca de 700 milhões de pessoas no mundo, representando 13% do total de todas as doenças. No Brasil, os transtornos mentais ocupam a 3ª posição entre as causas de concessão de benefício previdenciário como auxílio doença, afastamento do trabalho por mais de 15 dias e aposentadorias por invalidez.

Esses, entre outros fatores, têm suscitado um crescente interesse dos especialistas em saúde mental e dos gestores de recursos humanos e saúde ocupacional. No entanto, o que se verifica na prática, é que muitas empresas ainda caminham com certo desconhecimento do tema, o que produz tentativas de combinar conceitos e técnicas com fundamentos diferentes e os resultados são insatisfatórios. Com o objetivo de auxiliar as empresas na sustentabilidade dos programas de saúde e bem-estar dos colaboradores, o assunto “Saúde e Doença Mental” será um dos temas centrais da 17º edição do Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida, que está marcado para acontecer de 20 a 22 de maio, no Instituto Sírio Libanês, na Capital Paulista.

“Falando da qualidade de vida no ambiente corporativo, sabemos que não é raro encontrar pessoas que, por uma condição de sua psicodinâmica interna, possuem a propensão a trabalhar em excesso e a divertir-se muito pouco. Sabemos hoje que tanto o trabalho, quanto a diversão em proporções satisfatórias são critérios para avaliar um funcionamento psíquico saudável. Na realidade, a organização do trabalho não objetiva criar doenças mentais específicas. O trabalho é fator de inclusão social, realização pessoal e satisfação. Atualmente, observa-se uma pressão constante contra a grande massa de trabalhadores existente em quase todo o mundo, exercida por organizações e expectativas pessoais dos próprios trabalhadores. Vamos dar abertura para análise das estratégias de enfrentamento destas questões e debater acerca dos programas de saúde corporativa, qualidade de vida e ações que possam auxiliar as organizações e seus gestores”, declara Eduardo Bahia Santiago, diretor científico da ABQV e coordenador técnico do Congresso.

A temática busca analisar o cenário atual a partir de experiências e vivências apresentadas por gestores que acompanham os processos de adoecimento associados ao trabalho. As discussões incluem apresentações de estudos e pesquisas como: conceituando saúde e doença mental, estruturação de um programa de saúde mental corporativo e soluções disponíveis no mercado.

Serviço:

17º Congresso Brasileiro de Qualidade de Vida

  • Data: 20 a 22/05/2018
  • Local: Instituo Sírio Libanês
  • Endereço: Rua Prof. Daher Cutait, 69 – Bela Vista – São Paulo – SP – CEP 01308-060.
  • Horário: das 9h às 17h
  • Inscrições e Informações: http://congresso.abqv.org.br/
  • Tel.: (11) 5081-7028, (11) 5081-4246 ou (11) 3266-6497
  • E-mail: congresso@abqv.org.br

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo