Caxias do SulRio Grande do SulSerra Gaúcha

Safra de caqui em Caxias do Sul será menor

Smapa estima que inverno com menos frio tenha ocasionado queda na produção que deve chegar a 6,5 mil toneladas 

A Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Smapa) informa que o período de colheita do caqui já começou em Caxias do Sul. A produção da fruta é uma das principais culturas do município, que possui cerca de 430 hectares plantados, com destaque para a variedade fuyu, conhecida como “chocolate branco”.

Daniel Batista, engenheiro agrônomo da Emater, estima que a colheita caia entre 35% e 40%, em relação ao ano passado.

“A safra ainda está no início, mas já podemos ter a estimativa de que serão colhidas, em média, 6,5 mil toneladas de caqui em todo o município. Este número é bem inferior ao do ano passado, quando foram colhidas 10,7 mil toneladas, caracterizando uma supersafra. A baixa produção também é resultado de uma alternância da espécie frutífera, que não consegue dar tantos frutos seguidamente”, esclareceu.

José Taiarol, engenheiro agrônomo da Smapa, pontua que o clima do último inverno, com pouco frio, também é responsável pela baixa da produção. “Assim como outras frutas, como a ameixa, o caqui também foi um pouco prejudicado pelo clima atípico do último inverno, resultando em uma quebra de safra”, explicou.

A Serra Gaúcha cultiva cerca de 26,4 mil toneladas anualmente nos 1,2 mil hectares plantados. Segundo dados da Emater, Caxias do Sul é o maior produtor de caqui da região, sendo responsável por 40% da produção. A colheita iniciou em março e deve seguir até final de maio. As principais variedades cultivadas em Caxias são a fuyu, que já está sendo colhida, e a quioto, que deve chegar ao pico de safra em abril.

Preços

A queda de safra também influenciou o valor de comercialização da fruta. Atualmente, os preços se mantêm mais altos do que na safra anterior, variando entre R$ 1,75 e R$ 2,25 o quilo. No entanto, os valores podem variar ao longo da colheita, já que no período de pico de safra a tendência é que o preço caia. Porém, a expectativa é de que os valores permaneçam mais altos do que no ano passado, principalmente pela queda na produtividade.

Informações da PMCS

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo