RS

Catalunha vê possibilidade de investimentos e parcerias com indústria do RS

Uma comitiva de empresas associadas à Câmara de Comércio Brasil-Catalunya participou, nesta segunda-feira (9), da Missão Catalunya no Rio Grande do Sul, na FIERGS. O cônsul- geral da Espanha, Francisco Benítez, reforçou as similaridades entre as economias do Estado e da região da Catalunha, uma comunidade autônoma daquele país europeu. “São muito diversificadas, com alto grau de industrialização e de tecnologia, bastante complementares”, disse Benítez, ao citar a agroindústria, serviços, turismo e educação como áreas com grande desenvolvimento e potencial para parcerias nas duas regiões.

A programação do evento contou com apresentações da FIERGS, do governo do Estado, da Câmara, de um representante do governo catalão e de empresas espanholas e brasileiras. “O Rio Grande do Sul é um Estado com amplo potencial de oportunidades, seja pela vertente do comércio exterior, bem como por meio da ampliação de investimentos em outros países. É industrializado e com alta diversificação produtiva. Em 2017, dentro da União Europeia, a Espanha figurou como o oitavo principal mercado para as exportações gaúchas, representando 5%”, afirmou o vice-coordenador do Conselho de Comércio Exterior (Concex) da FIERGS, André Meyer da Silva. Dentro da UE, a Espanha foi o segundo país de origem, com 21,8% do total importado pelo Estado do bloco. Meyer ressaltou o alto desenvolvimento da indústria gaúcha em setores, entre outros, como tratores, máquinas e equipamentos agrícolas, implementos rodoviários e carrocerias de ônibus, vinho, tabaco, biodiesel, couro e calçados.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado, Evandro Fontana, apresentou algumas características que segundo ele tornam o Rio Grande do Sul atraente para investimentos, como a vocação exportadora e as relações comerciais com mais de 200 países diferentes. Citou também os 12 parques tecnológicos instalados em seu território, com trabalho de pesquisa e tecnologia. “Podemos estreitar nossos laços e a partir deles buscar pontos de convergência e interesses comuns nas mais diversas áreas. A exemplo da Catalunha, no Rio Grande do Sul o empreendedorismo também se destaca”, observou.

No ano passado, as exportações do Brasil para a Catalunha tiveram um incremento de 51,7%, na comparação com 2016, enquanto as importações cresceram 17,7%. Os principais produtos brasileiros comercializados para a região foram grãos, combustíveis e cereais. A Catalunha oferece ainda oportunidades de investimento estrangeiro em setores tradicionais na Espanha, como automotivo, alimentação, logística e tecnologia da informação e comunicação. Além disso, dispõe de alternativas em setores emergentes como  roupa esportiva, videogames e indústria da terceira idade.

Segundo o diretor-executivo da Câmara de Comércio Brasil-Catalunya, Francisco Arbós, o Rio Grande do Sul tem as indústrias siderúrgica, metalúrgica, metalmecânica e alimentícia com alto valor agregado, setores que são muito complementares com algumas das empresas que estão se destacando na Catalunha por sua internacionalização. Ao final do evento, ocorreu um encontro de networking entre os participantes.

Tags

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios