RS

Equipe de Foguetes da UCS destaca-se no V Festival Brasileiro de Minifoguetes

A equipe Gincarvi Jr. de Tecnologia em Foguetes, alcançou a segunda posição na categoria 1000 metros no V Festival Brasileiro de Minifoguetes, que ocorreu de 28 a 30 de abril, na Universidade Federal do Paraná, em Curitiba.

Pela quarta vez participando do Festival, a equipe,  que atua para o desenvolvimento tecnológico e educacional em diversas áreas em foguete-modelismo do Campus Universitário da Região dos Vinhedos, concorreu com um foguete completo e com retorno seguro ao solo. Segundo o professor Tiago Cassol Severo, “o foguete é composto por um motor desenvolvido plenamente pelos estudantes: o combustível com processo de fabricação própria, um sistema aviônico para medição de altura e ejeção de paraquedas totalmente desenvolvido na UCS”.

Publicidade

Com 14 membros e o apoio dos professores Matheus Poletto e Tiago Cassol Severo, a equipe Gincarvi Jr é composta atualmente por acadêmicos de diferentes cursos. São eles: Allan de Andrade e Francisco Telöken (Engenharia Eletrônica), Alerson Ramon (Engenharia Elétrica), Letícia Baisch Bilha, Vanessa Arcari, Biancca Ziero Ducatti, Laura Gallina Moscone (Engenharia Química), Victor Kuhn, Juliano Carteri, Emerson Favaretto e Gabriel Rui (Engenharia Mecânica) e Fabiele Longo (Design).

equipe Gincarvi Jr. 1 255x468 - Equipe de Foguetes da UCS destaca-se no V Festival Brasileiro de Minifoguetes

Nesta competição, além da UCS, participaram instituições de todo o Brasil, como a UERJ, UFABC, UFPR, UNIFEI, USP, UFSC, PUCRS, IME-RJ e diversas outras universidades e centros de pesquisa na área de foguetes: foram 28 equipes de dez estados brasileiros nos três dias de competição.

Publicidade

“O desenvolvimento desta atividade tem impactos significativos aos graduandos, já que eles aprendem a projetar, desenvolver, montar, testar e solucionar problemas muito similares aos que irão ocorrer na vida profissional. Desenvolvimento de circuitos eletrônicos, uso de tornos e ferramentas mecânicas, manipulação de químicos e softwares de projetos e metodologia científica para desenvolvimento das partes e escrita de artigos são alguns exemplos das competências que são aprimoradas durante a participação no grupo. Sem contar a área humana, onde é priorizado o trabalho em grupo e a união de todos os participantes nas mais diversas atividades”, explica o professor Tiago Cassol Severo.

O evento, além de difundir o foguete-modelismo e a aeroespaçonáutica, realizou minicursos básicos em diversos temas relacionados ao projeto e análise de minifoguetes. O Festival foi criado em 2013, por iniciativa do Grupo de Foguetes Carl Sagan e, atualmente, é organizado pela Associação Brasileira de Minifoguetes (BAR), criada em 2016, com apoio da UFPR, da Universidade Positivo, do Instituto Tecnológico Federal do Paraná (ITFPR) e da Olimpíada Brasileira de Astronomia.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios