Porto AlegreRS

Escolas gaúchas podem se inscrever no Prêmio Itaú-Unicef até o dia 04 de junho

As escolas públicas do Rio Grande do Sul que desenvolvem projetos de educação integral com Organizações da Sociedade Civil (OSCs) podem se inscrever na 13ª edição do Prêmio Itaú-Unicef até o dia 04 de junho, na categoria Parceria em Ação. Este ano, foi estabelecida ainda a categoria OSC em ação, dedicada a iniciativas realizadas exclusivamente pelas OSCs. A premiação total somará R$ 5,9 milhões, aporte 47,5% superior a 2017.

Na edição realizada no ano passado, o projeto Yvyra Yky – Educação Sociocultural – Ambiental Guarani Terra Vida recebeu menção honrosa. A ação, realizada pelo Instituto Sementes ao Vento e a EE Indígena de Ensino Fundamental Nhamandu Nhemopu’ã, desenvolve atividades para 49 crianças e adolescentes da aldeia Tekoá Pindó Mirim, em Viamão, com o propósito de reduzir vulnerabilidades socioambientais, fortalecer a identidade e laços culturais da comunidade e ampliar o protagonismo de jovens e mulheres na vida comunitária.

Em 2015, na 11ª edição, o Projeto Morro da Cruz Para a Vida, de Porto Alegre, foi um dos vencedores. Realizado pelo Instituto Leonardo Murialdo em parceria com a E.M.E.F. Morro da Cruz, teve início em 2005 e atende 502 crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos. Desenvolve uma série de oficinas, por faixa etária: letramento (leitura e produção textual) e numeramento, contação de histórias, esporte e recreação, música (instrumentos e canto coral), dança, capoeira, expressão corporal e informática. Além disso, são desenvolvidas atividades multidisciplinares de meio ambiente, cidadania e direitos humanos. Também são realizadas visitas a espaços culturais e de lazer. Para os adolescentes de 16 a 18 anos, as ações têm como foco sua preparação e inserção no mundo do trabalho. O Rio Grande do Sul conta com dois outros vencedores na história do Prêmio. Na 2ª edição, em 1997, a Fundação Municipal de Artes de Montenegro (Fundarte) foi vencedora com o Projeto Dançar; e na 4ª edição, em 2001, o Projeto pela Justiça na Educação, da Associação Brasileira de Magistrado e Promotores de Justiça da Infância e da Juventude (ABMP), em Porto Alegre, foi destaque especial do júri.

O objetivo do Prêmio Itaú-Unicef é identificar, estimular e dar visibilidade aos projetos que contribuem para garantir o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, em situação de vulnerabilidade social. As inscrições podem ser realizadas até o dia 04 de junho no site premioitauunicef.org.br, onde está publicado também o regulamento. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo telefone 0800-701-7104. O Prêmio Itaú-Unicef é uma iniciativa do Itaú Social e do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), com coordenação técnica do Cenpec (Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária).

Etapas de premiação   

Em agosto, serão conhecidos os 100 projetos semifinalistas, sendo 60 na categoria OSC em Ação e 40 na categoria Parceria em Ação. Cada OSC semifinalista receberá o valor de R$ 20 mil, já as parcerias semifinalistas receberão R$ 40 mil, sendo R$ 20 mil para a OSC e R$ 20 mil para a escola. A partir deste grupo, haverá, em setembro, a seleção de 30 projetos finalistas, sendo 20 OSCs, que receberão mais R$ 40 mil cada, e 10 parcerias que serão premiadas com mais R$ 100 mil, sendo R$ 50 mil para a OSC e R$ 50 mil para a escola.

Os seis projetos vencedores nacionais serão anunciados em novembro. A categoria OSCs terá quatro premiadas por ordem de colocação (1º lugar R$ 150 mil, 2º lugar R$ 140 mil, 3º lugar R$ 130 mil e 4º lugar R$ 120 mil). Na categoria Parceria, serão duas vencedoras. O 1º lugar recebe mais R$ 400 mil e o 2º lugar, R$ 360 mil, valores divididos igualmente entre a organização e a escola.

A 12ª edição, realizada em 2017, recebeu 1.651 inscrições de parcerias formadas por organizações da sociedade civil e escolas públicas. Foram concedidos R$ 4 milhões em prêmios a 96 parcerias reconhecidas nas diversas fases, beneficiando mais de 19 mil crianças em todas as regiões do país. As quatro vencedoras nacionais receberam R$ 130 mil por organizações e escolas. Desde a primeira edição do Prêmio, foram registradas mais de 17 mil inscrições e 1.750 cidades tiveram ações contempladas.

Etiquetas
Publicidade
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios