Saúde

Tosse à noite pode trazer complicações para as crianças

Com a chegada dos meses mais frios, durante o outono e o inverno, a incidência de quadros infecciosos ou alérgicos acompanhados por tosse aumenta consideravelmente. As crianças menores são as que mais sofrem. Ambientes fechados, com pouca ventilação, aglomeração de pessoas e ar seco conspiram a favor das gripes, resfriados e alergias, que frequentemente vêm seguidos da tosse.

Segundo a Dra. Geisa Quental, médica pediatra e homeopata pela Associação Paulista de Homeopatia (APH), a tosse piora durante a noite por conta de uma maior exposição a poluentes químicos do ar.  “Principalmente nos centros urbanos e em decorrência do ar mais frio da madrugada, a tosse passa a ser mais frequente. O ar torna-se mais denso nesse horário, fazendo com que as crianças inalem mais substâncias poluentes que, ao longo do dia, com o ar quente, ficam mais altas na atmosfera”, explica Dra. Geisa.

Seca ou produtiva, a tosse atrapalha o sono

A tosse pode ser seca (sem catarro) ou produtiva (com catarro), mas a médica homeopata explica que, em ambos os casos, ela é uma explosão de ar cuja função é a limpeza da árvore respiratória, e que pode dificultar o sono da criança, impedindo seu descanso. “Para que a tosse aconteça, é importante a contração da musculatura intercostal e diafragmática. Se a tosse é seca ou produtiva, o meio fisiológico que a desencadeia é o mesmo. O que a torna mais incômoda é sua intensidade e frequência”, conta a médica. Esse uso constante dos músculos pode causar dor, falta de ar – pois quando há tosse a inspiração é interrompida –, e superficialização do sono. O resultado é uma criança mais cansada, irritada, com dificuldade de concentração e sonolência ao longo do dia.

É preciso investigar a causa da tosse para que o tratamento seja adequado. “É importante hidratar a criança com muito líquido, como água, chá, água de coco etc, e utilizar um antitussígeno por um curto espaço de tempo, enquanto é tratada a causa da tosse. Os medicamentos homeopáticos podem ajudar a amenizar os sintomas da tosse e, dependendo de sua causa, até mesmo curá-la. Além disso, não possuem contraindicações, nem efeitos colaterais”, completa a Dra. Geisa Quental.

Posts relacionados

Botão Voltar ao topo