Saúde

PROTESTE esclarece necessidade de exames de sangue

Há centenas de substâncias em nosso organismo que podem ser avaliadas em uma análise de sangue com o objetivo de diagnosticar um problema de saúde. Os exames de sangue são solicitados para completar a investigação do médico e levantam algumas dúvidas. Pensando nisso, a PROTESTE, associação de consumidores, realizou um estudo para esclarecer dúvidas sobre o assunto.

O pedido de colher sangue só deve ser feito após uma consulta em que o médico observe estado de saúde, antecedentes de doenças, histórico familiar e hábitos de vida da pessoa. Isso significa que, contrário à crença popular, realizar exames abrangentes e sem uma hipótese realista a ser analisada, o famoso check-up, pode apenas ser fonte de ansiedade desnecessária, além de dinheiro e recursos jogados fora.

Lembre-se: uma simples consulta médica pode descartar exames supérfluos. E evitar, por exemplo, que um homem de 20 anos de idade, sem histórico familiar ou suspeita, submeta-se ao exame de PSA, que deve ser solicitado, periodicamente, só a partir dos 40 anos para investigar doenças na próstata.

Igualmente importante é que o médico seja o único a interpretar os resultados. Além de os parâmetros geralmente variarem entre laboratórios, um resultado normal para uma pessoa pode representar sinal de doença para outra. Então você já sabe que de nada adianta recorrer à Internet na tentativa de desvendar índices e números apresentados. Resista à tentação de avaliar seu exame e entregue-o a quem é realmente apto a fazer isso: o seu médico.

O exercício físico intenso e a bebida alcoólica tendem a interferir no resultado de algumas análises, como nas de glicose, de colesterol e de triglicerídeos. Assim, o ideal é evitá-los em período próximo à coleta. A ingestão de fritura e de carnes gordurosas também deve ser deixada de lado. No entanto, nada de mudar radicalmente o cardápio: geralmente, os exames de sangue exigem dieta habitual – aquela a qual a pessoa está acostumada.

Saiba ainda que, atualmente, exames como: hemograma, colesterol, ureia, creatinina, função da tireoide, sódio e potássio, não é necessário jejum. Já para a glicemia é importante que ele seja feito e não deve ultrapassar de 12 horas. Em caso de febre ou gripe, dá sim para fazer o exame, desde que o médico seja informado sobre tais condições. O mesmo vale para mulheres que se encontram no período menstrual. A PROTESTE alerta também a importância de beber água até em casos que exigem jejum, pois ela ajuda na dilatação das veias.

Tags

Artigos relacionados

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios