Saúde

Iogurte possui alta densidade nutricional

A densidade nutricional consiste no uso de metodologias que auxiliam os consumidores nas suas escolhas por alimentos mais equilibrados, na tentativa de evitar o consumo excessivo das “calorias vazias”.
De acordo com os especialistas, a densidade nutricional pode ser definida pelo equilíbrio entre nutrientes positivos e negativos de um alimento vs. sua quantidade de calorias. Os perfis nutricionais tentam se diferenciar entre os alimentos com apenas um alto teor energético e os que apresentam também um alto teor de nutrientes.
A densidade nutricional dos alimentos é também uma maneira de ajudar a combater a denominada “fome oculta” numa dieta, o que significa que cada vez mais pessoas acabam por ter uma dieta de alto teor energético, “calorias vazias”, e pobres em nutrientes. Nos Estados Unidos, uma grande parcela da população tem uma alimentação com excesso de calorias, embora apresentem deficiências em relação aos nutrientes. É necessário melhorar a proporção entre nutrientes e calorias na dieta total, aumentando a carga de nutrientes da alimentação.
Atualmente são vários os sistemas de classificação de densidade nutricional, alguns muito simples e outros mais complicados. Todas as classificações tratam da proporção entre nutrientes e calorias. Para uma alimentação mais equilibrada, é necessário adicionar mais nutrientes considerados “positivos” e diminuir os nutrientes “negativos”. Entre os nutrientes positivos encontram-se a proteína, a fibra, o cálcio, o ferro, enfim a maioria das vitaminas e minerais. Os nutrientes negativos seriam os açúcares adicionados, as gorduras saturadas e o sódio.

iogurte 90268 - Iogurte possui alta densidade nutricional
1 pote de 200g de iogurte equivale a uma porção do grupo dos lácteos

Iogurte tem alta densidade nutricional

Um padrão alimentar saudável deve ter como foco a ingestão elevada de alimentos de maior densidade nutricional, como vegetais, frutas, grãos integrais, leite, iogurte e queijo, carnes magras, frango, peixe, ovos, leguminosas, castanhas e sementes, sempre preparados com uma quantidade limitada de gorduras, açúcares, amido e sódio.
O iogurte apresenta elevada densidade nutricional com base na variedade e quantidade de nutrientes (cálcio, fósforo, magnésio, proteínas e vitamina B, entre outros enquanto os negativos estão em quantidade moderada (açúcar, gorduras saturadas e sódio). Contribui para o alcance da recomendação de consumo de três porções de lácteos por dia (1 pote de 200g de iogurte equivale a uma porção do grupo dos lácteos) e pode ser facilmente incorporado como parte de diversas refeições ao longo do dia, incluindo aí o café da manhã, almoço, jantar (em preparações culinárias), e lanches intermediários. O consumo de uma porção de iogurte natural (200g) por dia oferece em média 30% da recomendação diária de cálcio, auxiliando de forma decisiva na lacuna que existe atualmente no consumo de cálcio na população brasileira.
É possível afirmar que aqueles que não priorizam o consumo de alimentos de alta densidade nutricional em suas dietas apresentam maior ingestão calórica diária, o que resulta em maior chance de aumento da massa corporal em longo prazo, e menor chance de atingir as recomendações dos nutrientes essenciais.