DestaqueSaúde

Projeto Dona do Meu Fluxo doa coletores menstruais

Edital seleciona mulheres para iniciativa de volunturismo que une trabalho voluntário e turismo no Brasil

Projeto “Dona do Meu Fluxo”, uma parceria entre a Raízes e a Koruí, realiza workshops sobre saúde da mulher e empoderamento feminino e doa coletores menstruais em comunidades ribeirinhas do Pará

São Paulo, 25 de fevereiro de 2019 – A Raízes Desenvolvimento Sustentável, em parceria com a Koruí, empresa fabricante de coletores menstruais, abre nesta segunda-feira, dia 25 de fevereiro, o edital para a seleção de seis voluntárias para a 1ª edição de seu programa de volunturismo, que une trabalho voluntário e turismo, por meio do projeto Dona do Meu Fluxo – Edição Amazônia.

As mulheres selecionadas atuarão no suporte à realização de workshops direcionados a moradoras de comunidades ribeirinhas do Pará, em iniciativa que une a doação de coletores menstruais e a disseminação de informações e conhecimento sobre temas como menstruação, relação com o próprio corpo, padrões de beleza, julgamento, sororidade e redes de apoio.

As viagens ocorrem entre os dias 29 de junho e 4 de julho de 2019 e entre os dias 5 de julho e 11 de julho, com chegada e partida de Belém. Há vagas para três voluntárias em cada uma das viagens, com destino às localidades de Barcarena, Ilhas de Abaetetuba, Cametá e Ilha de Marajó, que integram a Amazônia, conhecida mundialmente por sua enorme biodiversidade.

“Muitas das moradoras dessas comunidades não frequentaram a escola e não têm noção de anatomia. Nosso objetivo é diminuir a distância entre essas mulheres e o próprio corpo, e mostrar as vantagens do uso do coletor menstrual, em longo prazo, para o corpo, para o bolso e para o meio ambiente”, explica Mariana Madureira, co-fundadora e diretora da Raízes Desenvolvimento Sustentável. “As palestras são interativas e realizadas de maneira muito dinâmica e leve, com apresentação de vídeos e relatos”, acrescenta.

Mariana destaca que o projeto representa uma oportunidade única para que as voluntárias realizem um trabalho que tem impacto de muita relevância na vida de outras mulheres, enquanto visitam regiões cujo bioma já foi declarado patrimônio mundial da humanidade pela UNESCO (Organização da Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura).

A agenda das voluntárias selecionadas incluirá a organização das palestras, o acompanhamento nas atividades, a distribuição dos coletores menstruais doados, o registro das atividades por meio de fotos e vídeos, a organização dos espaços, montagem de materiais e do lanche oferecido, além do esclarecimento de dúvidas e outras atividades.

O projeto Dona do Meu Fluxo será realizado pela terceira vez no país e segue a política da Koruí de doar um coletor a cada 10 vendidos. “Buscamos a Raízes como parceira porque percebemos a necessidade de envolver também uma contextualização sobre o uso do coletor e um aprofundamento de temas que podem ajudar a transformar a vida das mulheres dessas comunidades”, explica Luisa Cardoso, fundadora da Koruí.

O valor a ser pago pelas participantes selecionadas varia entre R$ 4.230,00 e R$ 4.620,00, e inclui hospedagem e alimentação nas comunidades durante todo o período, traslados locais até as comunidades contempladas pelo workshop e seguro viagem. O edital estará aberto até o dia 31 de março de 2019, e pode ser acessado clicando aqui. Para saber mais sobre o projeto “Dona do Meu Fluxo”, acesse os vídeos aqui.

Sobre a Raízes Desenvolvimentos Sustentáveis

A Raízes Desenvolvimento Sustentável é um negócio social que busca diminuir as desigualdades sociais e o desequilíbrio de gênero no Brasil e no mundo. Isso acontece por meio da sustentabilidade no turismo e sua produção associada: gastronomia, artesanato, cultura e agroecologia. Ela atua no desenho, implementação e consultoria desses projetos sociais, co-criando soluções para comunidades em conjunto com empresas, governos e ONGs. Foram mais de 60 projetos desenvolvidos pela Raízes em 13 anos, por todas as regiões do Brasil e também em Cabo Verde, na África.

Publicidade
Botão Voltar ao topo