DestaqueSaúde

Hábitos que você tem de mudar para evitar o câncer

Os brasileiros poderiam evitar milhares de casos de câncer se aderissem a hábitos mais saudáveis. As informações são de pesquisa realizada pela Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e pela Harvard University. Segundo o estudo, a incidência da doença no Brasil poderia ser diminuída se houvesse redução de cinco fatores de risco relacionados ao estilo de vida. Os grandes vilões são tabagismo, consumo de álcool, excesso de peso, alimentação não saudável e falta de atividade física.

Possível redução

De acordo com a pesquisa, as mudanças poderiam evitar 114 mil casos de câncer por ano. Isso representaria 27% do total. Dessa forma, haveria ainda a diminuição de 63 mil mortes pela doença, 34% do total de casos no país. No caso da incidência de câncer de pulmão, de laringe, orofaringe, esôfago e cólon e reto, seria reduzida pela metade. Já a mortalidade de 13 dos 20 tipos de câncer analisados se reduziria em 20%.

Publicidade

Assim, a redução do tabagismo poderia evitar 67 mil casos e 40 mil mortes. Em seguida o controle de excesso de peso, causaria diminuição de 21 mil casos e 13 mil mortes. Por fim, a diminuição do consumo de álcool resultaria em 16 mil casos e 9 mil mortes a menos. O controle desses três hábitos, principalmente, teriam maior impacto na prevenção de casos e mortes por câncer no Brasil. O assunto foi tema de artigo publicado na revista Cancer Epidemiology em fevereiro de 2019 e de matéria no Jornal da USP.

Segundo um dos pesquisadores, Leandro Fórnias de Rezende, a literatura científica já havia chegado a um consenso de que o estilo de vida não saudável estaria associado ao aumento no risco de 20 tipos de câncer.

São eles o de laringe, de pulmão, esôfago, orofaringe, cólon e reto, cavidade oral, bexiga, fígado, estômago, colo e corpo do útero, rim, vesícula biliar, mama, pâncreas, leucemia mieloide, mieloma múltiplo, tireoide, ovário e próstata. “A novidade da pesquisa foi estimar a proporção de casos e de mortes por câncer que poderiam ser potencialmente evitados pela eliminação ou redução dos fatores de risco no estilo de vida dos brasileiros”, afirma Rezende.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar