Saúde

Saiba mais sobre diastema

Certamente você já viu ou até possui espaços abertos entre os dentes, o mais comum de se notar é entre os incisivos superiores, o nome utilizado para esse caso é diastema. Existem alguns fatores para eles serem causados:

  • Herança familiar;
  • Freio labial baixo;
  • Hábito de colocar a língua entre os dentes;
  • Hábito de colocar objetos entre os dentes (caneta, lápis…);
  • Acidentes e traumatismos;

Tratamentos

Cada pessoa passa por um processo de planejamento e estudo realizado pelo dentista para encontrar o melhor tratamento para o seu caso, especificamente. Questiona-se inicialmente o histórico odontológico do paciente, como por exemplo se faz as consultas preventivas com regularidade, e também o familiar (se há casos parecidos na família).

Quando há mais de um diastema na arcada dentária o ideal pode ser iniciar um tratamento ortodôntico que movimente esses dentes e os aproxime. Se a questão é meramente estética, a pessoa pode escolher em realizar o tratamento ou em manter, pois há quem ache charmoso e “na moda”. Lentes de contato também são uma opção no caso de um diastema. Há casos que o hábito de colocar a língua entre os dentes é um pequeno problema na fala e em sua articulação, dessa forma um dentista consegue perceber e indicar um tratamento paralelo com fonoaudiólogo. Para freio labial baixo existe um procedimento cirúrgico: frenectomia, que consiste num corte e reposicionamento do mesmo. O desdobramento dessa cirurgia vai depender da idade do paciente, quando criança, por exemplo, o espaço fecha por si só. Já em casos de adolescentes e adultos, para o espaço ser fechado há a necessidade de um aparelho ortodôntico ou o melhor tratamento indicado pelo seu dentista.

Mais pesquisados no Google

Quando o assunto é diastema, algumas buscas são bem frequentes no Google e a Dr.ª Roberta Sasahara, da Lira Odonto, comenta as mais procuradas.

Resina resolve o diastema?

Resina como opção de tratamento depende de alguns fatores como o tamanho do espaço e do dente. São realizados alguns exames para verificar se o dente não ficará largo, por exemplo. Além disso, pode não ser uma opção tão duradoura.

Há algum risco em manter o diastema?

Essa “moda” de deixar o espaço entre os incisivos superiores não faz mal algum, desde que antes, o paciente faça o exame clínico para constatar o motivo do diastema em questão.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Nosso site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Mais informações

As configurações de cookies neste site são definidas para "permitir cookies" para fornecer a você a melhor experiência de navegação, anúncios relevantes e maior segurança do usuário. Se você clicar em "prosseguir", vamos entender que está satisfeito com ele. Consulte nossa Política de Privacidade.

Fechar