DestaqueSaúde

Você já considerou doar seu corpo para a Ciência?

O ato da doação é considerado um gesto nobre. Há quem doe, por exemplo, roupas e alimentos para pessoas necessitadas ou brinquedos para crianças carentes. Mas você já considerou doar seu corpo para a Ciência? Não estamos nos referindo aqui a doações de órgãos, um gesto também reconhecidamente nobre e necessário para o bem de muitas pessoas que aguardam por um transplante. Doar o corpo é diferente. É manifestar, em vida, o seu desejo de contribuir para o avanço da ciência, de forma a beneficiar pesquisadores e alunos em seus estudos na área da saúde.

Embora a doação de corpos para já ocorra no Brasil, com todos os procedimentos legais e necessários, a prática ainda é pouco expressiva quando comparada à de países como os Estados Unidos, onde quase todos os corpos usados para fins de estudos médicos em faculdades e universidades são provenientes da cultura de doação já estabelecida ao longo de décadas.

Os procedimentos para que a doação de corpo seja oficializada é feita de modo mais simples do que se imagina. Aqueles que queiram manifestar sua vontade de Doar o Corpo precisam elaborar um documento, expressando o desejo de doar o seu corpo após a morte. Com essa iniciativa, obtém-se o consentimento do doador para que seu corpo seja doado a uma instituição de ensino específica na área de saúde, indicada pela pessoa para fins de ensino e/ou pesquisa.

A doação pode ser feita por qualquer pessoa dentro das suas condições normais de saúde, que esteja apta a manifestar seu desejo e que tenha mais de 18 anos. É necessário também assinar o documento, reconhecer firma e entregar uma cópia ao centro que receberá a doação. Além disso, recomenda-se que os familiares estejam cientes da decisão do doador. Esses familiares precisam ter em mãos uma cópia desse documento. Após o falecimento, o velório pode ser realizado normalmente. O que muda é que ao invés de se dirigir para um cemitério ou crematório, o corpo vai para a instituição de ensino escolhida pelo doador.

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) possui um processo já estabelecido para que as doações de corpos sejam realizadas. Existe uma legislação, que é seguida pela Instituição, e temos um protocolo. Ao recebermos a documentação necessária do doador, o processo é levado para um cartório, onde o juiz dá ciência que o corpo daquele indivíduo está depositado aqui na FCMSCSP e para um determinado fim: de ensino e/ou pesquisa. Assim, tudo fica muito bem documentado e a responsabilidade de uso e guarda passa a ser da Instituição que responde legalmente.

É importante informar os familiares sobre a doação. Pode ser feita a inclusão de, no máximo, duas testemunhas. As declarações deverão ser entregues cito a Rua Doutor Cesário Mota Júnior, 61 – 2º andar – Secretaria das Comissões Educacionais. Pede-se a gentileza de nos informar o dia e horário que pretende entregar as declarações para o agendamento. As declarações deverão possuir o reconhecimento de firmas.

Dra. Mirna Duarte Barros, Chefe do Departamento de Morfologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. 

Etiquetas
Publicidade
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios