DestaquePorto Alegre

Secretaria de Saúde de Porto Alegre destaca importância do Teste do Pezinho

Doenças como fenilcetonúria, fibrose cística e anemia falciforme podem ser identificadas e tratadas com o devido acompanhamento, evitando riscos graves ao desenvolvimento dos bebês. No Dia Nacional do Teste do Pezinho, lembrado nesta quinta-feira, 6, a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre (SMS) destaca a campanha Junho Lilás, para chamar a atenção de futuros pais e profissionais de saúde sobre a importância do exame, que é rápido, gratuito e capaz de detectar tais doenças antes mesmo de os sintomas aparecerem.

Desde 2001, o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV) é o Serviço de Referência em Triagem Neonatal do Rio Grande do Sul e faz parte do Programa Nacional de Triagem Neonatal. Para que a prevenção seja possível, a amostra de sangue deve ser coletada entre três e cinco dias de vida do bebê. Hoje, o serviço diagnostica seis doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, síndromes falciformes, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase.

Anualmente, antes de completar uma semana de vida, mais de 100 mil recém-nascidos gaúchos coletam algumas gotas de sangue do calcanhar e fazem o teste do pezinho. “Após a análise da amostra, alguns bebês, entre milhares, terão o diagnóstico de uma doença rara. Essas crianças terão um desenvolvimento normal, sem sequelas, devido ao diagnóstico e tratamento precoces”, comenta a farmacêutica-bioquímica Simone Martins de Castro, coordenadora do Serviço de Triagem Neonatal do Estado.

Em 2018, a equipe recebeu 106.547 cartões com gotas de sangue coletadas do calcanhar de bebês de toda a rede pública dos 497 municípios gaúchos. Esse número representa aproximadamente 80% dos nascidos vivos no Estado, dos quais 70% estão coletando no período ideal, de três a cinco dias de vida do recém-nascido.

A partir do teste do pezinho, o SRTN é responsável pela triagem e busca ativa de todos os bebês com alguma suspeita de doença, consulta com equipe multiprofissional especializada – composta por pediatras, endocrinologistas, pneumologistas, geneticistas, nutricionistas, psicólogos e assistentes sociais – para acolhimento e confirmação diagnóstica, exames confirmatórios e tratamento por toda a vida do indivíduo. “Representamos uma equipe laboratorial e ambulatorial de um programa de saúde pública que dá certo”, diz Simone. A campanha Junho Lilás – Mês do Teste do Pezinho é promovida pela União dos Serviços de Referência em Triagem Neonatal do Brasil.

Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV)
Serviço de Referência em Triagem Neonatal do Estado (SRTN-RS)
Avenida Independência, 661, 5º andar, Porto Alegre
Fone (51) 3289-3230

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios