Saúde

Especialista responde dúvidas sobre a afta

Conhecida por ser dolorida e aparentemente surgir sem causa alguma na mucosa labial, bochecha e lateral da língua, a afta costuma interferir na fala e na mastigação, devido ao incômodo gerado. Por ser um problema comum, muitas pessoas acabam recorrendo a remédios caseiros para aliviar a dor. Porém, o Dr. Fábio Bibancos, ortodontista e consultor da GUM, alerta que a automedicação pode agravar ou retardar o desaparecimento de aftas,  além disso, qualquer ferida que persista por mais de uma semana deve ser examinada por um dentista. O especialista revela os principais mitos e verdades sobre a lesão bucal:

A afta pode ser causada por diversos motivos.

Verdade. O problema pode ser causado por fatores nutricionais, genéticos, distúrbios hormonais, desordens imunológicas, trauma local e até mesmo devido ao estresse. “Algumas pessoas são mais propensas à terem aftas do que outras, mas uma das principais causas é o trauma mecânico, por exemplo, uma mordida acidental da mucosa”, esclarece.

Receitas caseiras e automedicação podem solucionar o problema.

Mito. Na maioria dos casos o incômodo e a lesão demoram em torno de uma semana para desaparecer, sendo os primeiros dias os mais doloridos. O profissional explica que, o melhor é esperar a afta desaparecer. Até existem algumas pomadas que auxiliam o processo de cicatrização, porém a automedicação nunca é recomendada. Aplicar sal, água oxigenada ou até o bicarbonato de sódio diretamente na lesão é uma péssima escolha. Caso a lesão persista por mais de 15 dias, deve-se procurar um cirurgião-dentista para avaliação.

Alimentos ácidos podem agravar o problema.

Verdade. Uma vez que o problema já apareceu, alimentos ácidos podem aumentar o incômodo gerado, sendo assim é bom evitar estes alimentos, como frutas e bebidas ácidas, enquanto espera a afta cicatrizar. No entanto, se acabar consumindo algum destes alimentos, o especialista recomenda que a pessoa faça um bochecho com água logo após a refeição, pois isso ajuda a neutralizar o ph da saliva, evitando ainda mais a irritação da mucosa.

Aftas podem se transformar em um tumor.

Mito. “A afta não se transforma em câncer, porém, deve-se atentar para toda lesão bucal que permaneça por mais que 15 dias, procurando por um cirurgião-dentista para a investigar a lesão e dar um diagnóstico preciso”.

Afta é a mesma coisa que herpes.

Mito. Enquanto a afta é uma lesão não infecciosa e não contagiosa, o herpes labial, por sua vez, é uma doença contagiosa e infecciosa, causado por um vírus e se caracteriza por lesões de pequenas bolhas.

Etiquetas
Publicidade
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios