DestaqueSão Leopoldo

HT Micron e Unisinos desenvolvem novo chip para IoT

Chip para internet das coisas é o primeiro a ser criado no Brasil e será usado em veículos autônomos, inteligência artificial e telefonia 5G

Às vésperas de seus 50 anos, a Unisinos começa a celebrar os resultados de cinco décadas de trabalho. O evento que aconteceu nessa terça-feira, 18/06, além de lançar uma nova tecnologia IoT, desenvolvida pela HT Micron em parceria com itt Chip, teve como objetivo comemorar os resultados obtidos pelo Sistema de Tecnologia e Inovação da Universidade, e comemorar os 10 anos da HT Micron e os 20 anos do Tecnosinos.

Parceria entre HT Micron e Instituto Tecnológico de Semicondutores da Unisinos desenvolve nova tecnologia de IoT – Fotos: Rodrigo W. Blum

A programação iniciou às 9h, na Galeria Cultural da Biblioteca, no Campus São Leopoldo, com um café de boas-vindas. Em seguida, foi feito o lançamento do System-in-Package – SIP, uma inovação que requer que todas as tecnologias de encapsulamento avançado sejam integradas, sendo uma ferramenta inestimável para desenvolver soluções. Isso permite que diferentes tecnologias sejam combinadas em um único encapsulamento, reduzindo custos e aumentando a funcionalidade, favorecendo a colaboração, construção e identificação de oportunidades de negócios.

Publicidade

O pró-reitor acadêmico e de relações internacionais, Alsones Balestrin, falou das diversas missões de uma universidade. “Até algum tempo atrás, a missão da universidade era formar pessoas no ensino, depois veio a questão de produzir conhecimento e pesquisa e, hoje, a terceira missão é por meio do empreendedorismo ser um agente de alto impacto para geração de novos empreendimentos e inovação. Nós já trabalhamos essas três missões na Unisinos, tudo isso gera um ambiente de desenvolvimento regional tanto econômico como social”, afirmou.

Para o CEO da HT Micron, Chris Ryu, a proximidade com o campus e a simbiose entre a empresa e a Unisinos foram fundamentais para a realização desse projeto. “A HT Micron está muito orgulhosa por poder contribuir para o ecossistema brasileiro de semicondutores por dez anos, ajudando nossos clientes a construírem produtos de excelente qualidade. O lançamento do SIP, totalmente desenvolvido no Brasil pela nossa equipe de P&D, é um grande símbolo do nosso compromisso com a inovação”, destacou.

Publicidade

O diretor de pesquisa da HT Micron, Willyan Hasenkamp lembrou que projetos como esse fazem um Brasil melhor. “Com o SIP a gente avança em tecnologia e coloca o Brasil como um dos únicos países capazes de desenvolver essa tecnologia da IoT, que estamos chamando de IMCPHT32SX”, contou.

A Hana Micron, sócia controladora da HT Micron, participou do evento de lançamento do SIP, onde reposicionou sua marca em IoT Em sua fala, o CEO da empresa Chang-Ho Choi falou da velocidade das mudanças na sociedade. “As coisas estão mudando muito rápido, e nós temos que correr atrás. Acreditamos que essa nova tecnologia IoT será um avanço para a sociedade brasileira”, ressaltou.

Desde 2009, a HT Micron está localizada no Tecnosinos. Para CEO do Parque, Susana Kakuta, é importante reconhecer o passado para entender o futuro. “Hoje o Tecnosinos tem 20 anos, 10 anos como parque tecnológico, e gera mais de 6 mil empregos diretos. A Unisinos contribui de forma efetiva no desenvolvimento do Rio Grande do Sul, especialmente por meio do seu ecossistema de inovação. Através do Tecnosinos e dos itts, agrega valor a setores tradicionais e fomenta o surgimento de novas economias para o Estado”, afirmou.

O representante do ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Guilherme Correa, destacou que a tecnologia da HT Micron vem em momento crucial. “O governo continua acreditando no potencial da indústria IoT. Bolsonaro deve inclusive sancionar um decreto com uma política nacional sobre o tema”, afirmou.

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, pediu uma salva de palmas para Universidade pelos seus 50 anos. “A Unisinos faz 50 anos e eu me orgulho de a nossa cidade ser a que mais gera emprego no Rio Grande do Sul. Isso é resultado da parceria entre universidade, empresas e setor público”, ressaltou.

Em sua fala, o governador do Estado, Eduardo Leite, destacou com otimismo esse momento. “A Unisinos dá ao nosso Estado a possibilidade de olhar para o Rio Grande do Sul com confiança. E o que faz o nosso Estado crescer é pensar no futuro construindo o presente com foco no desenvolvimento. Novas façanhas que somos capazes de empreender”, enfatizou.

O embaixador da República da Coreia no Brasil, Chan-woo Kim, falou que esse é um dia histórico para o Estado. “Esperamos que a HT Micron contribua com as cidades e com o Estado do Rio Grande do Sul. Assim como a inovação e a educação tiveram um papel muito grande no desenvolvimento da Coreia, queremos contribuir com o Brasil”, destacou.

Padre Marcelo Fernandes de Aquino, reitor da Unisinos

O reitor da Unisinos, Pe. Marcelo Fernandes de Aquino, fechou as falas oficiais do evento. O reitor lembrou das mulheres e dos jovens pesquisadores e empreendedores que contribuíram para esse momento. “Estamos juntos e vamos construir a nossa nação. A Unisinos tem raízes no humanismo, mas investe em inovação tecnológica”, afirmou. E falou da economia digital. “Temos que gerar riqueza pelo manejo lúcido do digital, gerar riquezas e distribuir, esse é o nosso desafio para o século XXI”, finalizou.

Após o lançamento, houve um espaço para a apresentação de cases e visita à exposição do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação da Unisinos e parceiros. Na ocasião, grandes empresas de semicondutores e parceiras da HT Micron para a área de Internet das Coisas – IoT, fizeram exposição de seus produtos. Entre elas STMicroelectronics, Ceitec, Semtech, SAP, Sigfox e Ayga. A empresa coreana Hana Micron também esteve presente apresentando soluções de IoT.

Sobre o SIP
O SIP é uma tecnologia inédita no Brasil, posicionando a HT Micron como fornecedora de componentes para aplicações diversas em IoT e a Unisinos como referência em pesquisa na área. Essa tecnologia será responsável por mudanças, que trarão impacto para a vida das pessoas, pois possibilitarão inúmeros avanços tecnológicos, como veículos autônomos, inteligência artificial e 5G.

Devido ao alto nível de capacitação tecnológica alcançado por meio da parceria entre HT Micron e Unisinos é possível desenvolver tecnologias SIP com alto valor agregado aos produtos. Essa mudança fortalece a indústria de semicondutores com foco em IoT, possibilitando que a linha de produtos seja um vetor de desenvolvimento regional e estímulo à economia do Estado.

Os Institutos Tecnológicos da Unisinos atuam nas demandas empresariais de pesquisa e desenvolvimento, por meio do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação. “A parceria do itt Chip, nessa entrega da HT Micron, é um dos resultados esperados com a sua criação, voltada para o desenvolvimento de um Polo de Semicondutores e o fortalecimento da indústria eletrônica no RS, para que todas as fases da cadeia de produção de chips estejam contempladas localmente favorecendo o desenvolvimento de um cluster de alta tecnologia na região”, destacou o coordenador administrativo dos itts, Silvio Bitencourt.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar