Saúde

Rinorreia: prevenção e tratamento

A rinorreia é um corrimento nasal excessivo resultado de alergias, infecções, inflamações, que pode surgir em qualquer idade, mas durante a infância causa maior incomodo, já que a criança não consegue lidar com o excesso de muco na cavidade nasal, e muitas vezes tem a respiração prejudicada. De acordo com a pediatra Denise Katz (CRM 63548-SP), a secreção pode ocorrer por conta de rinites ou resfriados ou em situações mais graves como gripes, sinusites e otites. Para minimizar o sintoma, a pediatra selecionou 3 dicas simples. Confira:

Higienize o seu nariz diariamente

Publicidade

A higiene nasal remove o excesso de muco provocado por Infecções Agudas das Vias Áreas Superiores (IVAS), rinites e sinusites e dificulta o prolongamento de doenças respiratórias virais e bacterianas nas narinas. Por isso, é imprescindível limpar o nariz diariamente, já que a irrigação salina nasal alivia os sintomas de infeções de vias aéreas superiores, eliminando o excesso de muco, reduzindo a congestão e melhorando a respiração.

Realize aspirações nasais sempre que necessário

A aspiração nasal auxilia na drenagem de secreções do nariz, reduzindo em 74% a rinorreia anterior e 80% da posterior, mas nem sempre o processo é simples. A cavidade da narina tem uma arquitetura estreita e complexa, por isso, é importante se certificar da qualidade do aspirador nasal, para que ele não agrida o narizinho do bebê. Para isso, é recomendado que o material seja flexível, em silicone e tenha ponteira nasal macia e de fácil manuseio. Optar por aparelhos que possuam válvula de segurança, como o da marca Rinosoro, impede que o muco chegue até a boca dos papais. Para dar firmeza na sucção escolha aspiradores que possuam um bocal rígido e anatômico e também peças desmontáveis para facilitar a higienização do aparelho, que deve ser feita em água corrente e, posteriormente, em água quente.

Publicidade

Melhora da imunidade

A rinorreia é um sintoma causado por alergias e doenças respiratórias, para evitar que ambos os problemas sejam desencadeados é importante manter a casa sempre limpa, as mãos higienizadas, já que são importantes transmissoras de doenças; evitar aglomerações e garantir uma alimentação balanceada com inclusão de nutrientes que melhorem a imunidade, como: vitamina A, C, E, B6 e zinco.

Etiquetas
Publicidade

Artigos relacionados

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios