DestaqueSerra Gaúcha

Projeto Escola Lixo Zero prevê separação e venda de resíduos

Por meio do app PACSCRAP, criado em Caxias do Sul, alunos podem gerar receita a partir do lixo. Cristóvão de Mendoza é a primeira instituição a participar da ação

11 anos: esse é o prazo para que o homem possa frear o aquecimento global. Parece muito, mas o tempo está se esgotando e cada vez mais são produzidas toneladas de lixo, com destinação incorreta. No Brasil, apenas 3% de todo o resíduo é reciclado.

Pensando nesse cenário atual, a startup OSucateiro.com criou o projeto Escola Lixo Zero, que prevê a conscientização dos estudantes quanto à separação de lixo nas escolas. Por meio do aplicativo PACSCRAP – app do Lixo Zero, criado pela startup, eles irão educar as crianças para que elas separem corretamente os resíduos e depois a venda aconteça. O dinheiro arrecadado será disponibilizado à instituição de ensino para melhorias de estrutura e compra de produtos.

Publicidade

O primeiro passo foi lançado nesta segunda-feira, 5 de agosto, na escola Cristóvão de Mendoza, em Caxias do Sul. Os alunos iniciam o projeto separando corretamente o lixo na hora do descarte com a ajuda do PACSCRAP. Após esse processo, a equipe de limpeza da escola leva até a Central de Resíduos, onde serão colocados nas big bags correspondentes. Quando estiverem cheias, a venda será feita e o valor revertido para a escola.
Para que tudo isso fosse possível, há cerca de 20 dias, foram iniciadas as obras em um espaço dentro da escola, que se transformou na Central de Resíduos; além da instalação de 360 lixeiras e preparação do local para a composteira. “Pais, professores e funcionários se uniram e em uma semana limpamos a sala que será usada como Central. Escolhemos o Cristóvão por ser um dos maiores colégios do Rio Grande do Sul e assim conseguimos impactar mais pessoas. Tudo isso viabilizado através de uma vaquinha online, onde a comunidade e pessoas interessadas podem doar qualquer valor para a escola”, conta o idealizador do projeto, Rafael Valentini.

A sala que recebe a Central teve serviço de pintura, reparos elétricos, lâmpadas, estrutura para acoplar as Big Bags – recipientes flexíveis para transporte de materiais; portão novo, entre outras melhorias. Além do destino do seletivo, o orgânico também será compostado dentro da escola.

PACSCRAP – o app do Lixo Zero

O aplicativo PACSCRAP é uma ferramenta gratuita que surgiu com o intuito de mapear os resíduos nas cidades, promovendo a destinação correta e a diminuição da extração de recursos naturais. “A ideia do app surgiu no início de 2018 e já estamos em contato com mais de 100 cidades. Dessas, 17 cidades estão em fase final de contratação para que possamos melhorar essa questão no Brasil. No Cristóvão, em menos de duas semanas de divulgação, mais de 100 pessoas se engajaram no projeto”, conta Valentini.
O projeto Cristóvão Lixo Zero é operacionalizado pelo PACSCRAP, em parceira com o Cristóvão de Mendoza e o Conselho de Pais e Mestres da escola (CPM).

Publicidade

Programação de lançamento
Durante esta segunda-feira, 5, as crianças desenvolveram uma série de atividades relacionadas à separação do lixo e educação ambiental, utilizando o aplicativo para auxiliar nas ações. As melhores turmas foram premiadas e os estudantes ganharam o selo “Sou Aluno Lixo Zero – Nota Dez”.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar