DestaqueRegião Metropolitana

Viamão oferece tratamento para quem quer parar de fumar

Todo mundo sabe sobre os malefícios de ser fumante, mas tomar a decisão de parar e procurar ajuda, só para os fortes! E foi isso que aconteceu com 33 fumantes de Viamão. Procuraram ajuda para vencer o vício do tabaco na Secretaria Municipal de Saúde, na UBS Luciana. Desses, 19 alcançaram o objetivo e são vitoriosos. Dois, continuam o tratamento e 12 desistiram.

Como funciona o tratamento?

Publicidade

O fumante se inscreve em uma das quatro unidades de saúde para participar de um encontro. Neste encontro, são esclarecidas todas as dúvidas e é explicado como será feito o tratamento. São três meses de uso de adesivo, com a concentração de nicotina sendo reduzida gradualmente. O acompanhamento é feito por uma enfermeira, agentes comunitários de saúde e uma médica, que poderá receitar outras medicações, se for necessário. Mas o primeiro passo é a pessoa querer parar de fumar.

A UBS Luciana, localizada na rua Zilda de Abreu, s/nº, Santa Isabel, abre um novo grupo toda primeira terça-feira de cada mês. Os encontros são na própria unidade, todas as terças-feiras, às 15 horas. De acordo com a médica Francine Berlesi, no primeiro mês os encontros são semanais. “A partir do segundo mês, dependendo do estado emocional do paciente, os encontros passam a ser quinzenais.”

Os agentes comunitários de saúde Ana Gonçalves, Elisângela da Costa e William Machado criaram o grupo no Whatsapp “Tabaco, tô fora” para acompanhar e ajudar com palavras de otimismo quem decidiu parar de fumar. A médica Francine faz questão de estar presente nos encontros e avalia cada paciente um a um. Se considerar necessário a introdução de medicação para ansiedade, o paciente recebe a medicação.

Publicidade

Francisco da Silva Martins, aposentado, 63 anos, foi fumante durante 49 anos. Começou com 14 anos. “Naquela época, no interior, os pais gostavam de ver os filhos fumando, uma lástima. Tentei parar de fumar algumas vezes, mas não consegui. Quando soube do grupo, vim participar. Agora, quatro meses sem fumar, estou me sentindo muito bem, com fôlego e disposição.” Com o dinheiro que gastava por mês no cigarro, cerca de R$ 500,00, ele investiu na compra financiada de um imóvel. “Queimar dinheiro nunca mais”, finaliza Francisco.

Regina Medeiros Nunes, 57 anos, fumava há 40 anos e também queria largar o vício. Soube do grupo e procurou ajuda. “Hoje em dia tudo é diferente. Me sinto outra pessoa.” Já para Sônia Maria Vidal, 58 anos, fumante por 44 anos, largar o cigarro foi uma batalha. Com efisema pulmonar, Sônia mal conseguia levantar da cama pela manhã. Fazia sua rotina lentamente, pois a falta de ar era muito grande. “O grupo foi de suma importância para eu conseguir parar de fumar. Foi muito difícil. Acordava de madrugada com aquela vontade de fumar. Tive recaídas no meio do tratamento, usei medicação, mas agora estou há cinco meses fora do vício, convicta de não fumar.” A falta de ar e o cansaço passaram e hoje, Sônia leva uma vida normal.

Benefícios:

• Após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal;

• Após 2 horas, não há mais nicotina circulando no sangue;

• Após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza;

• Após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor;

• Após 2 dias, o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar já degusta melhor a comida;

• Após 3 semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora;

• Após 1 ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade;

• Após 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar