Publicidade
DestaqueSaúde

Dermatologistas alertam sobre a falsificação de cosméticos

As imitações e falsificações incluem todos os tipos de produtos. Cosméticos e protetores solares não estão fora dessa lista e exigem atenção especial por parte dos consumidores.

“Os cosméticos falsificados podem conter substâncias nocivas à saúde, como os metais pesados. Podem conter substâncias nocivas não informadas na bula, ter concentrações de ativos mais baixas ou mais altas do que as utilizadas, ou até não conter os ativos. Podem ser fabricados com matérias primas que venham a provocar alergias, como o PABA. Além disso há risco de conter substâncias na formulação sabidamente associadas ao desenvolvimento de câncer, como o asbesto”, alerta a presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Secção RS, Taciana Dal’Forno Dini.

Publicidade

Ainda que seja um problema difícil de ser corrigido no mundo todo, a orientação é sempre buscar produtos originais. O consumidor deve ter consciência e procurar sempre por canais oficiais da marca e lojas autorizadas, jamais adquirindo produtos na rua. Também é fundamental observar a certificação de órgãos reguladores de qualidade.

Estudos internacionais mostram que a radiação UV é o fator mais importante para desenvolvimento do câncer, especialmente o Melanoma. Hábitos para reduzir o risco incluem permanecer em ambientes com sombra, uso de chapéus e roupas de proteção, evitar atividades externas nos horários de maior exposição solar e uso regular de protetor solar nas regiões expostas.

Publicidade
Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo