DestaqueRio Grande do Sul

Motoristas de aplicativos se reúnem com prefeito de Rio Grande

Em Rio Grande, o número de motoristas de aplicativos gira em torno de 5 mil, conforme os representantes do setor. Os números mostram que cada um fazia, em média, 30 viagens por dia. Mas, com a chegada do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, há uma redução de cerca de 50% nas corridas, alegam os motoristas. Apesar dessa queda, eles ainda são considerados formadores de opinião e foram convidados pelo prefeito Alexandre Lindenmeyer a participar de uma reunião na prefeitura, nesta terça-feira (17) à tarde. O Executivo tem promovido encontros com vários setores, a fim de firmar um pacto social de enfrentamento ao novo coronavírus.

Publicidade

O prefeito recebeu representantes de grupos de motoristas de aplicativos no município e solicitou o apoio da categoria para divulgar ações de prevenção ao novo coronavírus que estão sendo adotadas pela administração municipal. Na mesma data, estavam programados encontros com membros da União Espírita Rio-grandina e com integrantes dos Povos de Terreiro e de Matriz Africana.

“Por enquanto, o momento é de diálogo”, frisou o prefeito, após fazer um apelo para que os motoristas de aplicativos se somem na divulgação das ações adotadas pela prefeitura com o objetivo de prevenção ao vírus. Todos os presentes à reunião foram favoráveis às medidas e se disponibilizaram a aumentar a divulgação.

Alexandre comentou que já está sendo diminuído o fluxo das secretarias e o atendimento vai ser ainda mais virtual, a fim de evitar aglomeração de pessoas e a proliferação do novo coronavírus. Por outro lado, elencou várias ações implantadas a partir da assinatura do Decreto 17.034, assinado por ele, na última sexta-feira (13), devido a expansão do vírus no país. Citou a ampliação nos horários de atendimentos em Unidades Básicas de Saúde (UBS), a contratação de mais profissionais da saúde, como médicos, agentes de combates a endemias, farmacêuticos e agentes comunitários, bem como a compra de medicamentos para essas UBS.

Orientações aos motoristas foram repassadas pelos integrantes da Vigilância em Saúde, como manter as janelas dos veículos abertas, limpar com álcool no momento que sair um passageiro e for entrar outro.

Mudança de hábito

Os motoristas informaram que há uma redução de quase 50% nas corridas e que alguns passageiros estão mudando de hábito ao ingressar nos veículos: já não sentam mais no banco ao lado do motorista, preferem ir nos bancos traseiros, para evitar contato.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar

Seu navegador está bloqueando os anúncios deste site.

Todo o conteúdo deste portal é 100% gratuito. Os anúncios que exibimos é a forma de manter este veículo de informação independente e comprometido somente com você leitor.