AgronegócioRio Grande do Sul

Terneiros e terneiras Devon são os mais procurados em vendas diretas nos Campos de Cima da Serra

Negociação é alternativa aos leilões das feiras de outono que estão suspensos por conta da pandemia no Rio Grande do Sul

Os terneiros e terneiras da raça Devon vêm registrando grande procura por produtores rurais durante a temporada de outono, especialmente na região dos Campos de Cima da Serra. “Os produtores rurais sabem que a matriz Devon é a melhor e rende excelente cruzamento com as outras raças”, explica Paulo Boeira, leiloeiro com 27 anos de tradição, que encontrou na venda direta de animais uma alternativa aos leilões presenciais, suspensos devido ao isolamento social, com o objetivo de diminuir o contágio do novo Coronavírus (Covid-19). “O período é de desmame e o ciclo dos animais precisa ser respeitado, então oferecemos os terneiros e terneiras de produtores que já conhecemos direto aos possíveis compradores”, complementa Boeira.

Depois do negócio fechado, o comprador recebe os animais na sua propriedade. Nesta semana, os terneiros machos estão sendo negociados ao preço médio de R$ 7,50 e as fêmeas têm valores a partir de R$ 6,50. Só em São Francisco de Paula e São José dos Ausentes, pelo menos 20 produtores rurais trabalham com animais Devon. Para Rodrigo Cherubini, Presidente do Núcleo de Criadores dos Campos de Cima da Serra, a presença da raça na região confirma a fácil adaptabilidade, uma das características desses animais. “A raça Devon é criada na Serra há mais de 100 anos. Neste longo período, já passou por várias”secas” e criou com isso um status de ser a que mais se adapta às dificuldades climáticas de nossa região. Acredito que esta relação de tanto tempo, com relativo sucesso, é o que nos garante sua procura e permanência nestes campos”, afirma.

A presidente da Associação Brasileira de Criadores de Devon, Simone Bianchini, destaca o trabalho dos criadores regionais. “Esses produtores rurais têm participação importante no potencial de novilhos(as) para o programa de certificação do Rio Grande do Sul. O trabalho com Devon nos Campos de Cima da Serra é de cabanhas tradicionais, de rebanhos de animais PO e genéticas testadas em provas de Promebo, o Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne. Nesse cenário, os leiloeiros regionais são muito importantes na divulgação dos produtos Devon”, destaca.

Boeira afirma que a troca do martelo pela visita às propriedades segue enquanto for necessário. “Agora começa o interesse por vacas vazias, logo mais será a vez das matrizes e assim por diante.Dá trabalho, mas o produtor sabe que pode confiar nesse tipo de negociação e felizmente as vendas estão acontecendo”, comemora.

Crédito da foto: Gustavo Rafael

Outras informações sobre a ABCDevon:

Site: www.devon.org.br

Facebook: www.facebook.com/DevonBrasilAssociacao

Instagram: @devon.brasil

Youtube: devon.brasil

Imprensa Devon:

. Alessandra Bergmann / jornalista

51-99914.9221

. Simone Müller / jornalista

51-99818.5834

Publicidade

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo